Várzea Alegre: Retomada da Educação com aulas virtuais é bem avaliada

83

Foram iniciadas nessa quinta-feira, 09 de julho, as aulas remotas pela rede municipal de ensino de Várzea Alegre. O objetivo dessas aulas online é salvar o ano letivo de 2020, prejudicado pelos efeitos da Covid-19, doença provocada pelo novo coronavírus.

Segundo o secretário de Educação, Antônio Fernandes, as aulas são gravadas, publicadas na página do Facebook da secretaria e o link é compartilhado com diretores e coordenadores de escolas, que repassam para professores que distribuem esse link para os grupos de estudantes de acordo com os seus respectivos cursos.

Fernandes avaliou que a iniciativa foi bem-sucedida, embora neste primeiro momento haja certa tensão por esse novo formato, que nem todos os professores têm intimidade com gravações. Para ele, é um momento de adaptação. “Afinal de contas hoje as redes sociais são muito presentes e muitas vezes a população não entende que é um momento atípico e que essa estratégia que a gente estar utilizando, esse momento, basicamente, é pra levar o conhecimento aos nossos estudantes. Mais dentro de uma avaliação, eu posso, ainda que nesse primeiro momento, dizer que foi um sucesso”, frisou.

O secretário falou do esforço dos professores durante as gravações e destacou a dedicação deles para se superarem. Também afirmou que cada profissional manifestou satisfação em retomar as aulas, mesmo que virtual, uma forma de contato com os alunos.

 

Fernandes disse que as mensagens de apoio têm chegado por intermédio dos alunos e dos pais de alunos, o que é um incentivo para a continuação das aulas remotas.

As aulas virtuais têm formatos diferenciados para os alunos de creches e para os estudantes até o 8º ano.

Para os alunos do 9º ano, as aulas são ao vivo pela internet. A plataforma escolhida, segundo informou Fernandes para professores transmitirem essas aulas foi o Google Meet.

O secretário afirmou que para que as aulas virtuais obtenham êxito é necessário a parceria dos professores, alunos e suas famílias.

Falando sobre aulas presenciais, Antônio Fernandes acredita que ainda não é o momento desse retorno e que isso só acontecerá quando a situação da população que luta contra a pandemia estiver em melhores condições de segurança sanitária.

A rede municipal de educação de Várzea Alegre tem mais de 6.200 alunos.

Autor; Da redação com ascom/Foto: ascom