FOCOPTRACE manifesta “consternação” e “repúdio” por morte de João Alberto Silveira

100

O Fórum das Comunidades e Povos Tradicionais do Estado do Ceará- FOCOPTRACE vem através desta, manifestar a nossa solidariedade à família, aos amigos e a todo o povo negro pela morte de João Alberto Silveira, 40 anos, homem negro, brutalmente assassinado por seguranças do grupo Carrefour, na cidade de Porto Alegre, na quinta-feira (19/11).

Nenhum tipo de violência, intolerância, discriminação e racismo devem ser admissíveis. A gente luta é por uma sociedade menos odiosa, mais tolerante e menos armada é, justamente, para evitar isso.

A perda de um ente querido é irreparável. E ficará para sempre gravada na Alma da Família. Mas toda esta situação poderia ser evitada, se os Negros e Negras fossem considerados Cidadãos de Fato e de Direito na Sociedade. E se as Instituições Federais e Estaduais aplicassem as leis de forma equânime para Negros e brancos.

O soldador João Beto, como era conhecido pelos amigos, morava em uma comunidade na Vila Farrapos, zona norte da capital gaúcha. Casado e sem filhos, ele deixa a esposa, a cuidadora de idosos Milena Borges Alves, 43 anos.

Caucaia, Ce, em 20 de novembro de 2020.

FOCOPTRACE- Fórum das Comunidades e Povos Tradicionais do Estado do Ceará.