Tempo de Justiça: MPCE denuncia feminicida em Fortaleza nove dias após o crime

142

O Ministério Público do Ceará (MPCE), por meio da 108ª Promotoria de Justiça de Fortaleza, apresentou denúncia nesta quinta-feira (16/01), contra Carlos Alberto Soares Capistrano pelo feminicídio de Ana Angélica Pereira Capistrano. No dia 7 de janeiro, o denunciado efetuou tiros contra a vítima, enquanto trafegava em um veículo pela Avenida Mister Hull, em Fortaleza. Após os disparos, Carlos Alberto jogou Ana Angélica para fora do veículo e empreendeu fuga. Ao ser encontrado pelos policiais, o denunciado tentou suicídio. Atualmente, ele está internado no Hospital Instituto Doutor José Frota, sob custódia do Estado, em prisão preventiva.

Consta na denúncia do MP, que os dois eram casados e “estavam enfrentando conturbado processo divórcio, existindo indicativos de que o incriminado era contrário à separação do casal”. As testemunhas ouvidas foram uníssonas em atribuir a autoria do crime à Carlos Alberto. A Promotoria apresenta ainda que, em Boletim de Ocorrência, a vítima relata “detalhes da relação abusiva que vivia, informando que o denunciado é ‘violento, possessivo, agressivo e ciumento’, manifestando, na ocasião, o desejo de obter medidas protetivas em relação ao acusado, e revelando ameaças”, é citado nos autos.

O MPCE requereu a condenação do acusado pelo crime de feminicídio com as qualificadoras de motivo torpe, meio cruel e sem chance de defesa da vítima. A Promotoria de Justiça solicitou, ainda, que sejam efetuadas diligências para verificar se Carlos Alberto possui autorização para porte de arma de fogo. O caso faz parte do Projeto Tempo de Justiça, que busca dar celeridade aos processos judiciais de crimes contra a vida com autoria conhecida em Fortaleza.

Autor: Da redação com ascom/Foto: divulgação