Membros, servidores, estagiários e colaboradores das unidades administrativas de Fortaleza retornam às atividades presenciais

86

Membros, servidores, estagiários e colaboradores das unidades administrativas do Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE), em Fortaleza, retornaram ao trabalho presencial nesta segunda-feira (06/07). Com o intuito de preservar a saúde e a segurança de todos que integram o MPCE, o retorno acontece de forma gradual, em regime de escala, com número reduzido de colaboradores em trabalho presencial e mantendo em teletrabalho todos que compõem grupo de risco.

O procurador-geral de Justiça Manuel Pinheiro ressalta a importância desta primeira fase do retorno. “Para nós do MPCE, é um momento importante de um recomeço. Todos nós estamos atravessando uma fase muito difícil em nossas vidas e a instituição tem trabalhado muito no combate à pandemia do Novo Coronavírus e este momento de retorno está sendo feito com a máxima segurança. Estamos seguindo todos os protocolos de higienização para que os membros, servidores, colaboradores e estagiários do MPCE e todos que precisam do trabalho da instituição se sintam seguros em estar convivendo neste ambiente de trabalho”, salienta.

O secretário-geral da Procuradoria Geral de Justiça, promotor de Justiça Hugo Mendonça, reforça que, neste momento, o MP tem como pilar básico de atuação a proteção à vida e à saúde. “O Ministério Público transmite a mensagem de que nós estamos trabalhando, sempre estivemos, nunca paramos. Estamos retornando ao trabalho presencial porque a sociedade precisa de nós também dessa forma, mas nós vamos fazer isso tendo um norte principal que é a proteção da vida e da saúde dos nossos servidores, dos nossos membros, dos nossos colaboradores e também de todos aqueles que vierem em busca da instituição”, salienta.

Nesta primeira fase, apenas retomam as atividades presenciais os que atuam nos prédios da Procuradoria Geral de Justiça (PGJ), da Escola Superior do Ministério Público (ESMP) e no térreo do prédio onde funcionam os Centros de Apoio Operacional e os órgãos de investigação.

Atendimento ao público

O atendimento ao público externo continuará sendo realizado preferencialmente por meio de comunicação remota, sendo admitido o atendimento presencial em casos urgentes, mediante prévio agendamento.

Autor:  Da redação com ascom/Foto: ascom