DENARC apreende quase quatro quilos de drogas, em Palmas.

417

Dando continuidade às ações de combate ao tráfico de drogas, em Palmas e, em todo o Estado do Tocantins, no final da tarde desta sexta-feira, 18, policiais civis da Delegacia Especializada na Repressão a Narcóticos (DENARC) efetuaram a prisão em flagrante de Lucas Barbosa de Oliveira e de Abnadab Pereira de Souza, além de realizar a apreensão de 3kg de maconha, 400 gramas de crack, bem como 55 papelotes de LSD.

Conforme o delegado titular da Denarc, Guilherme Rocha Martins, a operação que resultou na prisão dos dois indivíduos e na apreensão do entorpecente, foi deflagrada por volta das 14 horas desta sexta-feira, quando os investigadores da Delegacia Especializada receberam uma denúncia anônima informando que alguns homens estariam em atitude suspeita e, provavelmente, portando drogas, em uma pousada, localizada no Setor Santa Fé, região Sul da Capital.

Com base nessas informações, as equipes da Denarc deslocaram-se até o local indicado e montaram uma campana. Após algum tempo, puderam constatar a veracidade da denúncia. Os agentes retornaram ao hotel, já por volta das 17h30 e adentraram em dos quartos, que era ocupado pelos suspeitos e, após uma rápida busca, encontraram barras de maconha, porções de crack, LSD, além de certa quantia em dinheiro, celulares e material para embalar a droga.

Abnadab, Lucas e um adolescente infrator, que fazia parte do grupo, foram detidos e levados até a sede da Denarc, onde foram autuados pelos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico. Após os procedimentos cabíveis, os dois indivíduos, maiores de idade, foram encaminhados à Casa de Prisão Provisória de Palmas – CPPP, onde ficarão à disposição da Justiça. O adolescente infrator foi entregue aos cuidados da Vara da Infância e da Juventude, para a tomada das medidas legais, previstas no estatuto da criança e do adolescente.

Segundo o delegado Guilherme Rocha, a Denarc vem atuando com firmeza no combate ao tráfico de drogas, visando prender as pessoas, que ainda se valem desse expediente criminoso para disseminar entorpecentes, que tanto mal causam às famílias e a toda sociedade tocantinense. “O combate ao tráfico de drogas tem sido uma das prioridades do Secretário da Segurança Pública e do Delegado Geral da Polícia Civil, pois esse tipo de crime, além de arruinar muitas vidas, ainda resulta na prática de outros tipos de delito como roubos e furtos”, pontuou.

 Autor/Ascom/SSP/TO/Rogério de Oliveira/Governo do Tocantins