COVID-19- Não podemos subestimar o perigo

82

 O pesadelo volta atormentar o Brasil e o mundo inteiro, mediante o aumento do número de casos e mortes por covid-19.

O Secretário da Regional V de Fortaleza, Moacir Soares faz uma avaliação profunda sobre a Covid-19, “É oportuno afirmar que a visível incidência nas estatísticas dessa nova onda epidêmica, deve ser consequências do comportamento dos que ignoram o distanciamento social, desprezam as medidas protetivas e subestimam os riscos de contágios pelo vírus” destaca Soares.

Atitudes

Costumo dizer que os números dificilmente metem. No entanto, parecem indiferentes para milhares de pessoas que continuam se aglomerando e disseminando o coronavírus e provocando repique dessa temível pandemia. Para atenuar a transmissão é preciso de atitudes de todos com vistas às medidas protetivas. Ninguém deve desprezar as máscaras faciais, a higiene das mãos e o distanciamento social.

Indisciplina

A indisciplina só convém ao coronavírus. Nesta toada em tempos virais, à vacina representa a única forma confiável para se vencer a guerra contra esta doença que atormenta o planeta.

Mortes

E por falar de vacina, nesta corrida pelo imunizante, o Brasil esta engatilhando na lanterna, enquanto o mundo corre para que seu povo possa respirar aliviado desta mortal pandemia. É preciso de uma dose concentrada de pressão social para que o país possa agir e sair dessa inação. Afinal, o vírus já matou mais de 200 mil brasileiros e quase dois milhões no mundo além de ter mergulhado o planeta na maior crise sanitária e econômica da história.

Vacina

Vale ressaltar que os trabalhadores da saúde estão cansados e no máximo de sua capacidade no enfrentamento dessa doença. Eles não suportam mais essa guerra, que parece não ter fim. Os serviços de saúde também estão asfixiados dado a demanda sem trégua, que ressurge em tom de ameaça por novas variantes mais contagiosas do vírus. Parabenizo os cientistas brasileiros pelo trabalho no desenvolvimento da vacina contra a Covid-19.

A luta de todos fez com que, em tempo recorde, chegássemos a resultados positivos, como já amplamente divulgados. “Será a ciência e não a ideologia que salvará vidas”. É uma ignorância desmedida boicotar a vacina por alegativas da paternidade chinesa.

ANVISA

A ANVISA tem mais de 40 anos de história e credibilidade para validar imunizantes no país, o Butantan é uma instituição centenária de notório conhecimento científico assim como a Fundação Osvaldo Cruz (Fiocruz), uma das mais importantes instituições de ciência e tecnologia em saúde da América latina. Portanto, vacinar e sinônimo de cuidar. Vacina para todos. Viva a vida!

Autor: Moacir de Sousa Soares Psicóloga, Professor e Sanitarista Secretário da Regional V de Fortaleza/Foto: divulgação