“Agenda com o ICB”: Instituto Cigano do Brasil entrega demandas e sugestão para o Povo Cigano de Sergipe

433

Na tarde desta quarta-feira (5/02), aconteceu a primeira reunião da ação titulada “Agenda com o ICB” Discutindo Demandas, Estratégias para o Povo Cigano, como forma de apresentação das demandas e para a discussão de temas pertinentes o Povo Cigano de Aracaju.

O coordenador estadual do ICB/SE/AL, o cigano José Willamis, juntamente com uma comissão de ciganos de Sergipe, se reuniram com representantes do legislativo municipal de Aracaju, a Diretoria de Direitos Humanos da Prefeitura de Aracaju, Coordenação Étnico-racial da Associação Nacional das Defensoras e Defensores Públicos (ANADEP) e Referência Técnica para Povos Tradicionais do Estado de Sergipe.

O nosso Povo Cigano historicamente perseguido e marginalizado, conta com a sensibilidade e a atitude de gestores comprometidos com a garantia de acesso as políticas públicas a todo Povo Cigano.

De acordo com o presidente do ICB, o cigano Rogério Ribeiro, “O ICB elaborou o documento com objetivo de delinear, abordar temas relacionados ao Povo Cigano” pontuou

Na oportunidade, o Cigano José Willamis apresentou as demandas do Povo Cigano de Sergipe, explanando os temas relacionados, “Uma grande reunião, fomos ouvidos por todos, acredito que dessa vez o nosso povo cigano será atendido” disse o cigano.

As ciganas Giselia Alves de Oliveira, Jussara Alves de Araújo e Jussiara Alves de Jesus, saíram bastante animadas, “Parece que agora vamos ter vez” disseram as calins.

A fim de alinhar eixos para o desenvolvimento de políticas públicas e inclusivas para o Povo Cigano, o representante do legislativo municipal de Sergipe, vereador Antônio Bittencourt, “Estamos felizes com o resultado da reunião. aproveito para reforçar aqui o meu compromisso com a comunidade cigana de Sergipe e me coloco a disposição para que juntos possamos traçar ações de políticas públicas para os Ciganos” destacou o parlamentar.

Para a integrante da comissão  Étnico-racial da Associação Nacional das Defensoras e Defensores Públicos-(ANADEP), a defensora pública Carla Caroline de Oliveira Silva, “È fundamental conhecer as demandas do Povo Cigano e fazer os devidos encaminhamentos ao poder público. Também é muito importante a identificação onde estão” afirmou a defensora.

Sônia Oliveira, da Referência Técnica para Povos Tradicionais do Estado de Sergipe, “Recebemos as demandas do Povo Cigano, vamos fazer os encaminhamento de soluções” lembrou Sônia.

O Diretor de Direitos Humanos da Prefeitura de Aracaju, Ilzer Matos comprometeu-se que irá ajudar nas articulações, “Foram muitas demandas apresentadas para o Povo Cigano, que iremos dialoga para a efetivação das mesmas” pontuou Matos.

Algumas demandas apresentadas

Institui o Dia da Etnia Cigana de Aracaju/SE;

Um plano de trabalho para as atividades voltadas para a elaboração de políticas publica afirmativas para o Povo Cigano de Sergipe;

Implementar mecanismo para o mapeamento das Comunidades Ciganas no estado de Sergipe;

A regularização fundiária das terras no estado, onde está fixada acampamentos de/e/ou comunidade Cigana;

Transferência de terras desocupadas da União para a fixação de comunidades ciganas que ainda vivem em acampamentos/Barracas.

Entre outras

Autor: Ascom/ICB