Wellington autoriza R$ 3 milhões para abastecimento em Teresina

531

Recursos são para implantação de rede de distribuição e um reservatório com capacidade para 300 mil litros de água, na zona Sul.

O governador Wellington Dias (PT), participou, na manhã desta sexta-feira (18), da solenidade de início de mais uma etapa do Programa de Ampliação de Redes de Distribuição para a regularização e eliminação de gambiarras, desta vez no Parque da Vitória, zona Sul de Teresina.

Na oportunidade, o governador assinou a autorização da abertura de processo licitatório a fim de regularizar também as ligações clandestinas de água. A licitação será realizada pela Agespisa e contará com investimentos de cerca de R$ 3 milhões. Wellington anunciou ainda que pretende instalar uma unidade do Espaço da Cidadania, que beneficiará diversos bairros da região com serviços gratuitos à população, como a emissão de documentos de identificação.

O chefe do executivo destacou que a legalização das instalações elétricas e hidráulicas levará cidadania à população. “Água e energia são fundamentais à população. Esse é um dos modelos mais modernos de energia do mundo, pois conta com um fio isolante que evita curto circuito”, declarou Dias, ressaltando que é necessário garantir a segurança e a qualidade da energia fornecida à população.

O projeto para regularização das centenas de ligações clandestinas inclui a implantação de 20 mil metros de rede de distribuição e a construção de um reservatório elevado com capacidade para armazenar 300 mil litros de água. “A Agespisa distribui 2,13 milhões de litros por dia nessa área. Com a regularização das ligações, serão necessários apenas 1,65 milhão de litros por dia, resultando assim em economia de água”, enfatizou o presidente da Agespisa, Raimundo Trigo.
Ele destacou ainda que um dos principais eixos de preocupação das empresas de saneamento é com a questão do consumo irregular de água em ocupações através de ligações clandestinas, o que resulta em situações de desperdício e inadimplência. “Com a regularização do abastecimento no Parque Vitória, o Governo do Piauí dá mais um passo rumo à universalização dos serviços na capital, que hoje é de 97%”, concluiu.

Energia

No Parque Vitória, serão regularizadas cerca de duas mil unidades consumidoras de energia elétrica, abrangendo ainda os residenciais Mário Covas, João Paulo II, Dignidade e Betinho; que beneficiará diretamente oito mil pessoas, segundo o presidente da Associação de Moradores, Zé da Cruz. Para a legalização da distribuição, foram investidos R$ 1,2 milhões, oriundos de financiamento do Banco Mundial, por meio do programa Energia Mais.

Para a obra, a Eletrobrás deve instalar cerca de 500 postes de concreto, 22 transformadores e um novo padrão de construção de redes de distribuição compactas, tecnologias que impedem a suspensão do fornecimento de energia quando há toque de objetos estranhos na rede elétrica, como galhos de árvores.

Segundo Marcelino Machado, presidente da Eletrobrás Distribuição Piauí, a concessionária mapeou 53 mil unidades consumidoras que utilizam a energia de forma irregular no Piauí, sendo 11 mil, somente na região metropolitana de Teresina. Marcelino garantiu a retomada das obras do Programa Luz para Todos e que o programa de ampliação de redes de distribuição deverá atingir também os municípios do Sul do estado.

O presidente da Eletrobrás explicou ainda que a concessionária tem o Projeto Eletrobrás no Seu Bairro, realizando mobilizações nas comunidades com o objetivo de conscientizar a população quanto ao uso racional da energia elétrica.

Autor: Ascom/ Celina Honório e Rosalina Ferreira/Foto: Marcelo Cardoso