Programa Vidas Preservadas pede esclarecimentos ao Jornal O Povo sobre charge com representação imprópria do suicídio

125

O Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE), por meio do Programa Vidas Preservadas, encaminhou um ofício, nesta sexta-feira (18), pedindo esclarecimentos à direção do Jornal O Povo sobre uma charge publicada na página quatro do caderno “Guia Vida & Arte” na edição impressa do dia 17 de fevereiro de 2022. A charge, de autoria de Lucas Rebelo e intitulada “Vem sempre aqui”, é exibido um diálogo com duas pessoas, ambas com cordas no pescoço, prontas para cometerem suicídio.

No ofício encaminhado ao Jornal, o Programa Vidas Preservadas afirma que “a imagem e o conteúdo semântico configuram com uma ausência de respeito ante ao mais intenso sofrimento que um ser pode passar, vindo também a reforçar a falsa mensagem de que quem anuncia, não comete o suicídio, podendo ensejar interpretações como sendo um desafio”.

Além disso, no documento, o MPCE requer que o jornal reforce junto ao corpo de editores as orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS) sobre o tema e que façam matérias regulares sobre a valorização da vida e a prevenção do suicídio.

O Programa Vidas Preservadas, desde sua criação em 2018, tem procurado dialogar com diversas instituições, públicas e privadas, sociedade civil, meios de comunicação e voluntariado, sobre o fenômeno do suicídio, de forma sempre a valorizar a vida e fortalecer a rede de prevenção do suicídio.

Autor: Da redação com ascom/Foto: divulgação