Maior navio sísmico do mundo realiza pesquisa na Bacia do Ceará

712

A Bacia do Ceará, a partir deste mês de setembro, é cenário de uma pesquisa que visa avaliar se o subsolo marítimo cearense possui potencial para explorar e produzir petróleo e gás. O maior navio sísmico do mundo (Ramform Atlas) deve examinar mais de 7.000 km² da costa marítima cearense. De acordo com o diretor de desenvolvimento e infraestrutura operacional da Cearáportos, Waldir Frota, o estudo, que está sendo realizado pela primeira vez no estado,  é muito importante, principalmente se os resultados forem positivos.

A pesquisa sísmica é feita através da emissão de ondas sonoras em direção ao fundo do mar, que voltam refletidas para a superfície indicando se as estruturas existentes no subsolo marítimo tem condições e quantidades suficientes de óleo e gás para o aproveitamento. O estudo foi solicitado pela pelas empresas Chevron, Exxon, Premier Oil e Total, responsáveis pela operação dos cinco blocos da Bacia do Ceará adquiridos na 11ª Rodada de Licitações da Agência Nacional do Petróleo – ANP, no ano de 2013.

O Terminal Portuário do Pécem, por causa da  infraestrutura adequada oferecida (profundidade, berços, equipamentos e área),  foi escolhido pela embarcação como ponto de apoio para a realização do estudo.  Atualmente, o terminal portuário cearense vive um momento importante no cenário internacional por causa da segunda etapa de expansão do  Terminal de Múltiplo Uso (TMUT), que irá quintuplicar a capacidade de movimentação de carga, da sua localização estratégica e desponta como um forte candidato a receber um Hub de cargas a nível nacional, principalmente depois da ampliação do Canal do Panamá e da construção do Canal da Nicarágua.

Autor: Ascom/GOV/CE/Foto aérea: José Wagner / Fotos atracadas: Arquivo Cearaportos