Gestores da rede municipal de Caucaia são capacitados sobre “relações raciais na escola”

126

A Prefeitura de Caucaia, por intermédio da Secretaria Municipal de Educação, Ciência e Tecnologia (SME), promoveu nesta quarta-feira (12/2) a formação pedagógica de gestores escolares de 13 unidades educacionais da rede municipal de ensino sobre o tema “relações raciais na escola.”

Realizada no auditório da pasta, a atividade integra o conjunto de intervenções desenvolvidas pela gestão para a obtenção do Selo Unicef, certificação internacional concedida a prefeituras que reduzem desigualdades e garantem direitos de crianças e adolescentes.

A formação foi ministrada pela professora Cláudia Quilombola, pedagoga da rede municipal e coordenadora do Núcleo de Etnia da SME. “Essa atividade é muito importante não apenas do ponto vista do desejo legítimo da cidade de obter o Selo Unicef, mas, principalmente, pela necessidade de debatermos no contexto escolar o tema racismo, tão caro e necessário para o nosso país.”

Os profissionais receberam materiais didáticos que irão norteá-los na execução prática do que foi abordado durante a formação de hoje. Coordenadora pedagógica da Escola Ensino Infantil e Ensino Fundamental (EEIEF) Adélia Crisóstomo, no Boqueirão, Kátia Rodrigues considera “trabalhar o tema racismo e a importância da inclusão racial com os jovens é muito importante.”

O tema é ainda mais urgente porque Caucaia tem sete unidades educacionais quilombolas. Além disso, o município é o que mais tem comunidades quilombolas de todo o Ceará. São 11, ao todo, conforme a Fundação Palmares, órgão responsável pela certificação desses territórios.

A SME já atendeu satisfatoriamente aos dois indicadores de sua competência para a obtenção do Selo: a implementação do programa Busca Ativa Escolar, de resgate de alunos que estão fora da sala de aula, e a execução de um sistema de correção de fluxo para reduzir a distorção idade-série entre o quinto e o nono anos do Ensino Fundamental.

Caucaia não recebe o Selo Unicef há 12 anos e desde 2017 está empenhado em cumprir todas as tarefas colocadas pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância. O resultado será divulgado no fim do segundo semestre deste ano.

Autor: Da redação com ascom/foto: ascom