Várzea Alegre participa de Consórcio da Região Centro Sul para tratamento do lixo

111

 A cidade de Várzea Alegre entrou no Consórcio Público de Manejo de Resíduos Sólidos da Região Sertão Centro Sul, juntamente com os municípios de Baixio, Cedro, Ipaumirim, Granjeiro, Umari e Lavras da Mangabeira. A diretoria do Consórcio é presidida pelo prefeito de Cedro, Dr. Nilson Diniz.

O tratamento dos resíduos sólidos foi o motivo de encontro dos municípios da região na cidade de Cedro, neste sábado, 19, no Centro de Educação Profissional Ivens Dias Branco (Senac/CE). Representaram Várzea Alegre o prefeito Zé Helder (MDB) e o secretário de Meio Ambiente J. Marcílio.

Dr. Nilson Diniz destacou que a união dos municípios é importante para tratar dessa questão do lixo. Segundo ele, como medida inicial, os municípios cuidarão da coleta seletiva.

Na cidade de Várzea Alegre, já há debate sobre a formação do consórcio e os vereadores discutem a aprovação da lei municipal que trata sobre os resíduos sólidos.

O problema é que o prazo para aprovação dessa lei que trata da participação do município no sistema de consórcio se encerra no dia 23 de maio.

Ao assinar o Termo de Adesão, o município poderá receber, a partir de 2019, apoio financeiro do Governo do Estado de até 2% do ICMS Ambiental, que representa incremento de receitas de R$ 400.000,00 anuais para que o município realize o manejo correto do lixo.

Estão envolvidos nesse debate, o Ministério Público, o Governo de Várzea Alegre, a Câmara de Vereadores e a população.

O prefeito Zé Helder pede sensibilidade dos vereadores para que aprovem essa lei e garantam a Várzea Alegre apoio para que seja dado o destino correto aos resíduos sólidos, atendendo não apenas uma demanda do município, mas uma cobrança das autoridades do estado.

Na região Centro-Sul, os prefeitos de Acopiara, Catarina, Cariús, Icó, Iguatu, Jucás, Orós, Quixelô e Tarrafas preferiram não aderir ao consórcio.

Autor: Da redação com Ascom/Foto: Augusto César