Técnicos da Prefeitura de Caucaia são capacitados para o projeto Praia Acessível

42

Ao longo de toda a quinta-feira (24/5), um grupo de 11 representantes da Prefeitura de Caucaia passou por um intenso processo de capacitação com instrutores do projeto Praia Acessível. A atividade foi realizada na barraca Cumbuco Beach, na Praia do Cumbuco, local onde será instalada a primeira estação de acessibilidade no município – segunda no Ceará. O projeto será lançado em Caucaia neste sábado (26/5), com a presença do prefeito Naumi Amorim e das primeiras-damas do município, Erika Amorim, e do estado, Onélia Santana.

Durante a atividade, foi ministrado um curso sobre como oferecer um atendimento responsável e digno para acolher com respeito às pessoas deficientes e formas de garantir os seus direitos, especialmente no acesso ao lazer. No Ceará, existem 2 milhões de pessoas com algum tipo de deficiência. Especificando a deficiência com dificuldade de locomoção, este número chega aos 600 mil.

Para o titular da pasta de Turismo e Cultura, Paulo Guerra, o Praia Acessível “garante mais respeito e autonomia para as pessoas deficientes” e garante que a capacitação é o passo inicial para realizar este projeto”, pois promove uma troca de experiências entre os instrutores. Ele comemora a chegada do projeto no município, uma vez que, além de promover um exercício de cidadania, “criará condições e fatores necessários para atrair turistas com deficiência de todo o mundo”.

Segundo a coordenadora Especial de Políticas Públicas para os Idosos e às Pessoas com Deficiência, do Gabinete do governador, Rebecca Cortez, a consolidação do Praia Acessível em Caucaia é um reconhecimento a cidadania e respeito às pessoas. “O município recebe o projeto já com o amadurecimento do que foi executado em Fortaleza. Esta capacitação traz experiências positivas que deram certo nestes três anos”, explica.

De acordo com o instrutor e coordenador do projeto Praia Acessível do município de Fortaleza, Luiz Carlos Machado, o processo iniciado hoje em Caucaia é piloto, já que não houve esse tipo de capacitação com os agentes em Fortaleza. “Hoje o Ceará tem a excelência de atendimento em acessibilidade na praia com as experiências do dia-a-dia. Caucaia já sai privilegiada”, pontua Luiz Carlos.

A estação de Caucaia terá como diferencial o suporte da barraca Cumbuco Beach. Além de toda a estrutura, uma equipe formada por monitores, assistentes sociais e enfermeiras estará disponível. Esteiras de 40 metros na faixa de areia darão acesso ao mar a quem hoje não pode aproveitar a orla. Serão utilizadas três cadeiras-anfíbio, equipamentos que permitem à pessoa com deficiência flutuar. Toda a parte física da Cumbuco Beach está sendo adaptada com investimento privado. O espaço ganhará comunicação visual especial e piso tátil.

Para a enfermeira Karoline Barros, o curso apresentou as informações essenciais para o andamento do projeto, além da montagem prática do material. “É um projeto belíssimo poder oferecer momentos únicos de contato com a natureza para os futuros usuários. Os instrutores mostraram tanto na parte teórica como na prática muita destreza e experiência”, comentou a aluna.

Autor; Da redação com Ascom/Foto: Ascom