SMS de Caucaia firma parceria com Fundação Oswaldo Cruz para casos de acidentes de trabalho

176

Colaborar para que o serviço de saúde de Caucaia tenha mais resolutividade nos atendimentos referentes a acidentes de trabalho. Foi com essa proposta que técnicos da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) reuniram-se nesta quinta-feira (24/6) com representantes da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). O encontro aconteceu na sede da SMS.

No âmbito do sistema local de saúde, o projeto visa contemplar trabalhadores de todas as categorias da Sede e da localidade de Matões, no entorno do Complexo Portuário do Pecém (Cipp).

Até o momento, Caucaia registra 35 notificações de acidentes considerados graves, sendo estes de trajeto, como acidentes de trânsito, e os típicos, que se dividem em acidentes biológicos (em serviços pelas empresas).

Em 2018, o município registrou 236 casos. “O Estado identifica uma redução de notificações registradas pelas UPAs. Contudo, o Hospital Municipal é o que mais registra casos de acidentes de trabalho”, salientou a coordenadora de Vigilância em Saúde da SMS, Vera Timóteo.

O projeto visa o trabalho integrado entre SMS e Fiocruz. “A ideia é trabalharmos numa pesquisa com olhar nos problemas relacionados aos acidentes de trabalho, desenvolver ações para resolvê-los e promover a transformação dessa realidade”, disse a pesquisadora Vanira Pessoa, da Fiocruz.

A iniciativa faz parte de uma etapa da pesquisa da Fundação caracterizada como participativa com o SUS. O foco é beneficiar trabalhadores da Vigilância e da Atenção Primária em Saúde da rede municipal.

Na ocasião, os pesquisadores da Fiocruz discutem com os municípios de Caucaia e São Gonçalo do Amarante para buscar resultados viáveis dentro da dinâmica de cada um. O trabalho poderá ser realizado em até três anos, segundo representantes da Fundação.

Autor; Da redação com ascom/Foto: ascom