Secretaria de Saúde de Iguatu promove rodas de conversa sobre hanseníase na atenção básica

235

A secretaria de Saúde de Iguatu está mobilizada ao longo desta semana com ações de esclarecimentos à população sobre a hanseníase e exame de sensibilidade.

Nas unidades do Programa Saúde da Família ocorrem rodas de conversa, palestras, e os agentes comunitários de Saúde fazem trabalho de conscientização em visitas domiciliares. A coordenadora de Epidemiologia do município, Dágila Bandeira, disse que a ação relaciona-se com o último domingo de janeiro quando se celebra o Dia Mundial de Luta contra a Hanseníase, data de mobilização sob iniciativa da Organização Mundial de Saúde (OMS). “Aqui em Iguatu já reduzimos os casos da doença, acompanhamos os pacientes e quando há desistência fazemos a busca ativa”, frisou Dágila Bandeira.

A secretaria de Saúde dispõe de um médico que é referência para o diagnóstico e tratamento de hanseníase e tuberculose, mas o início do atendimento são as unidades do Programa Saúde da Família. “As pessoas que apresentam sintomas da doença devem procurar o PSF, e receberá orientação e tratamento”, frisou a coordenadora de Epidemiologia do município. “Temos equipe de médicos e enfermeiros preparados e treinados”. A hanseníase é uma doença que tem cura, mas é de forte estigma social – o que muitas vezes impede o correto tratamento.

Autor: Da redação com Ascom/Fotos: Dágila Bandeira