Saúde inicia novo mutirão de cirurgias de catarata em Iguatu

101

Com tanto tempo de espera, o sentimento agora é de alegria. As pessoas que aguardam os procedimentos esperam há anos para fazer a cirurgia de catarata, e conseguiram neste fim de semana pelo mutirão de cirurgias, “Uma Nova Visão”.

A prefeitura de Iguatu através da Secretaria Municipal de Saúde, realizou  neste sábado (18/11) mais um mutirão de cirurgias de catarata “Uma Nova Visão”, na Policlínica Regional de Iguatu.

 

De acordo com o secretário de Saúde, Marcelo Sobreira, o objetivo é zerar a fila das pessoas cadastradas na rede de saúde do município e levar o procedimento a quem precisa, “Vamos atingir 442 cirurgias em 4 meses, Com isso, vamos trazer mais qualidade de vida a quem tem catarata”, destaca o secretário.

Desafios

A gestão pedetista do prefeito de Iguatu Ednaldo Lavor e do vice-prefeito Marcos Sobreira, herdou uma prefeitura com arrecadação em queda, obras paradas, abandonadas e mal planejadas e gastos acelerados. É preciso que a luz da esperança e a estrela de Iguatu voltem a brilhar e que nunca mais se apaguem.

O prefeito Ednaldo Lavor destacou “O mutirão foi idealizado para acabar com essa fila e diminuir a angustia e o sofrimento da espera pelo procedimento. Os procedimentos é uma alternativa que se consolida de forma organizada e tem como resultado a satisfação dos pacientes que sofrem e de seus familiares” disse o prefeito.

O vice-prefeito Marcos Sobreira lembrou “È mais uma ação da Secretaria Municipal de Saúde para diminuir as filas existentes há anos na espera de tratamentos de cataratas. Graças ao esforço de toda a equipe, Iguatu conseguiu, em tempo hábil, a realização dessas cirurgias” destacou.

Demanda reprimida

Os Mutirões estão praticamente zerando a demanda reprimida de cirurgias de catarata, que não eram realizadas em Iguatu a mais de 10 anos, pelas gestões  anteriores.

E a necessidade do mutirão era pelo grande tempo de espera. É o que confirma dona Maria Aparecida, que estava há anos na fila.

E após a cirurgia, o momento é de agradecer. Quase sem visão, dona Maria acredita em uma boa recuperação.

Autor: Rogério Ribeiro/Fotos; Divulgação.