Saiba tudo sobre prevenção ao sarampo; Caucaia já vacinou 4,2 mil só este ano.

344

Diante da mobilização dos governos Federal e Estadual para evitar um surto de sarampo no Brasil e no Ceará, Caucaia também está mobilizada para a doença não chegar à cidade. Nenhum caso foi registrado no município, mas duas mil ocorrências já constam nos relatórios de 11 estados e três mortes foram confirmadas em São Paulo.

Até o momento, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) aplicou 4.293 mil doses da vacina tríplice em Caucaia neste ano. A imunização está disponível gratuitamente em todas as 46 salas de vacina da rede municipal. A vacinação é a única maneira de prevenir o sarampo.

“O Ceará está cercado de estados com registros de casos, como Rio Grande do Norte, Piauí e Bahia. Como somos um município com grande fluxo turístico, principalmente vindo de São Paulo, elaboramos estratégias de intensificação de vacinação contra o sarampo que pretende ir até escolas e outros locais públicos de grande movimento”, afirma o secretario municipal de saúde, Moacir Soares.

São as crianças o público-alvo principal do momento. “Todas as salas de vacina estão abastecidas. Temos uma distribuição regular. Devemos focar a prevenção. Os pais devem levar as crianças às unidades de saúde assim que elas completarem a idade permitida para a dose”, ressalta o coordenador de imunização da SMS, Luiz da Silva.

Crianças a partir dos 12 meses devem tomar a primeira dose. Ao completarem 15 meses, devem tomar a segunda dose. Para receber a vacina, é obrigatória a apresentação da carteira de vacinação.

“Estamos intensificando a vacinação na população alvo e deixando toda a rede de saúde em alerta para que, se identificar qualquer paciente com sintomas da doença, nos comunicar o quanto antes para avaliarmos e, se confirmado, fazermos o bloqueio imediatamente”, finaliza Moacir Soares.

QUEM PODE VACINAR?
– Crianças com 12 meses: 1ª dose;
– Aos 15 meses: 2ª dose;
– Crianças com mais de dois anos, jovens e adultos até 29 anos, não vacinados anteriormente ou que sem comprovação vacinal: devem ser feitas duas doses, com intervalo de 30 dias;
– Adultos entre 30 e 49 anos não imunizados;
– Uma dose da vacina tríplice viral para crianças de seis meses a menos de um ano de idade que irão viajar para municípios que apresentam casos confirmados de sarampo. Vacinar, no mínimo, 15 dias antes da viagem.

Autor: Da redação com ascom/Foto: ascom