Prefeitura de Caucaia leva debate sobre suicídio à Câmara Municipal

62

A Prefeitura de Caucaia, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), promoveu nesta quarta-feira (12/9) audiência pública na Câmara Municipal de Caucaia para tratar um relevante assunto, em evidência neste mês de Setembro Amarelo: a prevenção ao suicídio.

A proposição integra o plano de ações do projeto Vidas Preservadas, do Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE), ao qual o Município aderiu e desde o mês passado vem reunindo esforços intersetoriais para discutir a problemática. Com o tema “Pacto pela Valorização da Vida”, a audiência teve como objetivo envolver o Legislativo em apoio à causa e dar ainda mais visibilidade ao projeto.

“Queremos que não seja só o mês alusivo. Tem que ser política permanente. Colocar esse tema na pauta da agenda política é indispensável e, com o projeto intersetorial, trazemos esse olhar prioritário. Minha palavra é de apoio incondicional a esse projeto”, destacou o secretário municipal de Saúde Moacir Soares.

Representando o Ministério Público, a promotora Ana Karine Serra Leopércio ressaltou que as ações do Vidas Preservadas não devem ser pontuais. “Ciente de o Ceará ser o quinto no Brasil em termos de suicídio, o MP resolveu levantar essa campanha pela preservação da vida. Cada município, dentro das suas peculiaridades, está fazendo seu próprio plano”, explicou. Segundo ela, um dos compromissos previstos é trazer uma série de capacitações para profissionais da saúde.

Na ocasião, o coordenador de Saúde Mental da SMS, Davi Queiroz, fez uma apresentação da rede de atenção psicossocial no município e de alguns indicadores epidemiológicos, dados que estão sendo esmiuçados em consonância com o desenvolvimento do projeto e que servirão para traçar estratégias de atuação para prevenção do suicídio e fortalecimento da rede em Caucaia.

“A ideia era apresentar a rede e promover o debate sobre o suicídio. Esses espaços de debate são muito importantes. E o cuidado tem que ser feito por vários atores. Portanto, precisamos da colaboração de vários setores da sociedade”, explicou o médico.

Existem hoje em Caucaia três Centros de Atenção Psicossocial: um Caps Geral, um Caps Álcool e Drogas e um Caps Infantil. Além disso, a cidade conta com um Ambulatório de Retaguarda em Saúde Mental, com seis leitos psicossociais no Hospital Municipal Abelardo Gadelha da Rocha, e vem investindo no matriciamento em Saúde Mental na Atenção Primária, que representa um suporte das Unidades Básicas de Saúde no cuidado.

A audiência de hoje contou com o apoio dos vereadores Lauro Arruda e Neto do Planalto. Essa, no entanto, não é a única ação alusiva à temática. Ainda este mês, outras atividades estão sendo programadas nos postos de saúde. Na quinta-feira (13/9), em parceria com a Secretaria Municipal de Educação (SME), a SMS vai promover o I Fórum de Prevenção ao Suicídio nas Escolas de Caucaia.

Será um dia de palestras e debates com psicólogos, psiquiatras, assistentes sociais e terapeutas ocupacionais. Tudo isso destinado a professores pré-selecionados que vão representar 94 equipamentos municipais de ensino.

Autor: Da redação com Ascom/foto: Ascom