Júri condena a 13 anos de prisão acusado de assassinar mulher e divulgar vídeo nas redes sociais

2879

O Conselho de Sentença do 2º Tribunal do Júri de Fortaleza condenou o vendedor de milho Francisco Caio Ferreira de Menezes, vulgo “Abraão”, por homicídio duplamente qualificado contra a adolescente Eloneide do Nascimento Garcia, que tinha 17 anos. O júri, realizado no Fórum Clóvis Beviláqua, teve início às 13h30 e se encerrou por volta das 21h dessa segunda-feira (12/08).

Segundo denúncia do Ministério Público do Ceará (MPCE), na noite de 15 de fevereiro de 2018, o réu, com a ajuda de dois adolescentes, levou a vítima até o Paredão do Mirante, localizado nas proximidades da avenida Vila do Mar, no bairro Colônia. A jovem teve os cabelos cortados e foi atingida por vários disparos de arma de fogo. O momento do crime foi registrado em vídeo e divulgado nas redes sociais. Ainda segundo a promotoria, as razões para o crime foram disputas entre facções rivais.

O vendedor foi denunciado por homicídio duplamente qualificado: motivo torpe e emprego de tortura. Na sessão, os jurados reconheceram a culpa e o réu deverá cumprir a pena de 13 anos de reclusão, em regime inicialmente fechado.

MONITORAMENTO
O processo (n° 0110606-26.2018.8.06.0001) é monitorado pelo programa “Tempo de Justiça”, que tem o objetivo de dar celeridade aos crimes de homicídio doloso, com autoria esclarecida, ocorridos a partir de janeiro de 2017. O caso é acompanhado desde a fase de inquérito até o julgamento, por meio de software que integra a base de dados de diversos órgãos. O programa, que inicialmente abrangia Fortaleza, foi ampliado para Sobral e região do Cariri.

Autor: Da redação com ascom/Foto: Ascom