Prefeito Naumi Amorim dá posse aos novos conselheiros

186

O prefeito Naumi Amorim deu posse, na tarde desta quarta-feira (7/3), à nova composição do Conselho Municipal de Saúde (CMS). A solenidade aconteceu na Escola Estadual de Educação Profissional Professor Antônio Valmir da Silva, no Centro de Caucaia.

Tomaram posse 20 membros titulares e 20 suplentes. Eles irão representar os segmentos de usuários do sistema local de saúde, profissionais da área, gestores e prestadores de serviço durante o período 2018-2020. “Fico orgulhoso de ver que temos aqui pessoas como vocês, empenhadas em dar o melhor de si para que possamos melhorar a saúde de Caucaia”, destacou Naumi, garantindo que a gestão está de portas abertas para receber as demandas do colegiado.

O CMS é um órgão permanente inserido na estrutura da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) e tem o papel de deliberar, fiscalizar e normatizar políticas de saúde em Caucaia. Além disso, esta nova formação vai exercer também a atribuição de fortalecer os 47 Conselhos Locais de Saúde, que vão atuar discutindo e avaliando a qualidade dos serviços das Unidades Básica de Saúde, e cujos membros deverão ser empossados no próximo mês.

Para o titular da SMS, Moacir Soares, a formação do Conselho representa uma conquista cidadã. “Estamos confiantes da elevada contribuição que esse grêmio vai oferecer para a melhoria contínua das ações e dos serviços de saúde no âmbito da municipalidade e da consolidação da participação popular”, ressaltou o secretário.

Após reformulação, o CMS está agora mais dinâmico e representativo. Em deliberação prevista pela 9° Conferência Municipal de Saúde, a composição do conselho conta agora com a representação dos agentes de controle de endemias, do sindicato dos servidores e de indígenas da etnia Anacé.

Durante a cerimônia de hoje, o colegiado antecessor foi homenageado por sua valorosa contribuição ao controle social da saúde em Caucaia. A formação que acaba de encerrar mandato no CMS atuou em ações como a implantação da Comissão Interna de Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora e a realização da 1ª Conferência Municipal de Saúde da Mulher, além de participar ativamente de todo o processo de formação dos Conselhos Locais de Saúde.

“Há 26 anos, nós e os movimentos sociais tentávamos e isso não acontecia. Até que o prefeito abriu as portas para o controle social”, declarou a ex-presidente do CMS, Marlúcia Ramos, frisando o privilégio de ter acompanhado a implantação dos novos colegiados em seu mandato.

Autor: Da redação com ascom/Foto: Ascom