Prefeito Ednaldo Lavor participa de solenidade com o governador

138

Camilo Santana anuncia a implantação de 22 novas escolas em tempo integral

O prefeito de Iguatu, Ednaldo Lavor (PDT), ao lado do governador Camilo Santana, esteve participando, na manhã desta quinta-feira, (7/02), da solenidade de implantação de 22 novas escolas em tempo integral, na sede da SEDUC, em Fortaleza. As 22 unidades terão suas jornadas de ensino ampliadas, sendo 19 Escolas de Ensino Médio em Tempo Integral (EEMTIs) e três Escolas Estaduais de Ensino Profissional (EEEPs). O evento contou ainda com a presença da secretária da Educação, Eliana Estrela, de estudantes, professores e gestores escolares.

Durante a solenidade o prefeito Ednaldo Lavor, falou do compromisso do governador, Camilo Santana com a Educação, se preocupa desde o ensino infantil, passando pelo fundamental e médio, mas também com a educação técnica e superior. “Considero primordial que os alunos tenham um espaço qualificado para aprender e que os professores tenham um ótimo ambiente para desenvolver seu importante trabalho. Esse é um marco do governo Camilo, realmente de trazer novas oportunidades, novas chances, e principalmente qualificação profissional” destacou o gestor.

Camilo Santana destacou que as escolas em tempo integral são uma política de Estado do Governo do Ceará para garantir um futuro melhor para a juventude. “Este é o grande caminho para garantir uma qualidade maior na educação do Ceará. Queremos até o final de 2019 tornar o Ceará uma das principais referências no Brasil em educação de tempo integral. Vamos manter o Ceará como referência em ensino público de qualidade e com uma ampla rede de escolas em tempo integral. Esta é uma das metas do nosso Governo”, disse o chefe do Executivo.

Jornada prolongada

Com isso, a rede pública estadual passará a ofertar a jornada prolongada para 35% das unidades escolares do Estado em 2019: das 727 escolas estaduais, 252 serão de tempo integral. Deste total, 130 são Escolas de Ensino Médio em Tempo Integral (EEMTIs) e 122 são Escolas Estaduais de Educação Profissional (EEEPs).

Investimento

O investimento destinado ao Programa de Ensino Médio Integral chegará a R$ 316 milhões em 2019. Este recurso será usado na ampliação, adaptação, aquisição de novos equipamentos, contas públicas, além da alimentação escolar, custos com salários de professores e contratação de terceirizados nas 130 Escolas de Ensino Médio em Tempo Integral. As novas EEMTIs passarão por processos de adequação essenciais para conversão ao modelo de ensino, como construção de salas de aula, climatização, reformas de vestiários, cozinhas e refeitórios.

Com relação às novas EEEPs, serão investidos R$ 38,8 milhões para construir, equipar e mobiliar as três unidades de ensino. Os recursos são oriundos dos governos Federal e Estadual.

Autor: Rogério Ribeiro com informações/Foto: Divulgação