Prefeito Ednaldo Lavor e a primeira-dama Eliane Braz participam de formatura do Proerd

229

Programa Educacional de Resistência às Drogas e Violência (PROERD) em parceria com a Secretaria da Educação, Ciência e Ensino Superior forma mais 2 mil alunos em Iguatu

O prefeito de Iguatu, Ednaldo Lavor (PDT), e a primeira-dama Eliane Braz participaram na manhã desta terça-feira (26/02), de mais uma formatura do Proerd (Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência). A cerimônia aconteceu no ginásio da escola João Paulino de Araújo, no bairro Jardim Oásis.

Nesta etapa do projeto, foram beneficiadas 2 mil estudantes entre sede urbana e zona rural do Município. A solenidade contou com participações do prefeito Ednaldo Lavor, da secretária da Educação, Ciência e Ensino Superior, Eliza Medeiros, do comandante do 10°BPM, major Geovani Sobreira, secretários municipais, vereadores, instrutores assessores e convidados.

De acordo com o prefeito Ednaldo Lavor, no município de Iguatu, O PROERD é desenvolvido pela Policia Militar através do 10ºBPM em parceria com a Secretaria da Educação, Ciência e Ensino Superior. “É um esforço cooperativo coordenado com a finalidade de educar crianças, adolescentes e pais, em parceria com a escola e a família, por meio de atividades lúdicas que favorecem a aprendizagem e a formação de laços afetivos que constituem aspectos importantes quando o assunto é prevenção às drogas e à violência. A nossa meta para este ano é capacitar o maior número de alunos possível”, destacou Ednaldo.

A Formatura

A Formatura de Graduação de 820 alunos do Programa Educacional de Resistência às Drogas e Violência (PROERD) em Iguatu.

Programa Educacional de Resistência às Drogas e Violência (PROERD) em parceria com a Secretaria da Educação, Ciência e Ensino Superior forma mais 2 mil alunos em Iguatu.

PROERD

PROERD O Programa Educacional de Resistência às Drogas e Violência (PROERD) tem como objetivo trabalhar ações de prevenção primária com o incentivo ao combate às drogas e à violência, reforçado pelos policiais às crianças e adolescentes, além de trabalhar também a formação de pais, com orientações sobre como perceber sinais de envolvimento dos filhos com as drogas e a violência, valorizando a proposta de reforço do diálogo dentro da família.

Autor: Da redação com ascom/Fotos: Ascom