PGJ estabelece grupo de trabalho para acompanhar investigação em Milagres

113

O procurador-geral de Justiça Plácido Barroso Rios anunciou, durante coletiva de imprensa na tarde desta segunda-feira (10/12), a formação de um grupo de trabalho para acompanhar as investigações das mortes ocorridas na madrugada da última sexta-feira (07), em Milagres. Foram designados para acompanhar o caso, por meio da Portaria Nº 7786/2018, os promotores de Justiça Humberto Ibiapina, Gomes Câmara, Luciana de Aquino, Fernanda Andrade, Manuel Pinheiro, Nelson Gesteira, Juliana Mota, Daniel Ferreira e Leonardo Marinho, que atuarão em conjunto ou separadamente com a Promotoria de Justiça da Comarca de Milagres, titularidade do promotor de Justiça Muriel Vasconcelos. O procurador-geral destacou que os membros do Ministério Público atuarão em conjunto com a Polícia para esclarecer os fatos.

“Precisamos saber como se deu o planejamento da ação e quais falhas ocorreram, por que os protocolos policiais para casos com reféns não foram seguidos, por que a Polícia Rodoviária Federal não foi comunicada da operação, dentre outras possíveis falhas. É um caso complexo e precisamos saber exatamente como tudo aconteceu. É importante deixar claro que não estamos abrindo uma investigação paralela, estamos trabalhando em comunhão de esforços com a Polícia para acompanhar e, se entender necessário, requisitar novos meios de prova, pois, ao final, caberá ao Ministério Público receber todo o material recolhido para atuar conforme o que for apurado”, disse Plácido Rios. No sábado (08), o Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE) lançou uma nota lamentando profundamente as mortes ocorridas e informando que a Promotoria de Justiça da Comarca de Milagres acompanha o desenrolar das investigações junto à Polícia Civil.

Autor: Da redação com ascom/Foto: Divulgação