Parceria entre ASPRECCE e Senac/CE oferece cursos para ciganos

286

Nós precisamos estar sendo abraçado com a inclusão nas políticas públicas, oportunidades e apoio para nosso povo cigano.

 Durante a manhã da última sexta-feira (13/07), Associação de Preservação da Cultura Cigana do Estado do Ceará (ASPRECCE), em parceria com o Senar/CE, entregou os certificados de conclusão dos cursos de panificação e avicultura, para os ciganos e a comunidades do Distrito de Catuana/Caucaia.

Ao total participaram do curso 18 pessoas, por curso entre calon e juron, que receberam qualificação dos professores do SENAC/CE durante 32h, sendo está à carga horária do curso.

De acordo com o presidente da Asprecce, o cigano calon, Rogério Ribeiro, Os cursos oferecidos gratuitamente à comunidade cigana e moradores, “Tem como objetivo principal, capacitar, preparar os ciganos para o mercado de trabalho e inserção nas políticas públicas” destacou o presidente que acrescentou, “Agora, os calons estão prontos para alcançar novos desafios e atividades profissionais, com bases práticas das áreas escolhidas. Ao Senac, o meu muito obrigado pela parceria e pela dedicação de toda a equipe” lembrou.

A Representante da CEPIR-PB (Conselho Estadual de Promoção da Igualdade Racial da Paraíba), a cigana calin Maria Jane, que também é conselheira do CNPCTs (Conselho Nacional de Povos de Comunidades Tradicionais), esteve visitando as comunidades ciganas e participou dá entrega dos certificados, “Os ciganos do estado do Ceará estão bem representados pela Asprecce, que vem trabalhando em pro do povo calon, desenvolvendo um trabalho dentro do estado do Ceará quem tem dado espaço e credibilidade na sociedade e no estado ao povo cigano” disse Jane.

Os cursos

Os cursos foram parceria entre a Associação de preservação da Cultura Cigana do Estado do Ceará- (ASPRECCE) e Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar/CE), através da Cooperativa de Trabalho para Prestação de Serviços e Assistência Técnica LTDA/ COCEPAT.

Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar/CE), através da Cooperativa de Trabalho para Prestação de Serviços e Assistência Técnica LTDA/ COCEPAT.

A instrutora do curso de panificação, Valdiana Meneses, ministrou 32 horas/aula aos alunos, intercalando teoria e prática. O curso de Panificação Caseira aconteceu entre os dias 7 a 10 de maio, nos turnos manhã e tarde na sede provisória da ASPRECCE.

O curso foi ministrado pelo Instrutor Raimundo Andrade que, com muita habilidade e responsabilidade técnica e profissional, desenvolvera atividades teóricas e práticas, de 14 a 17 de maio, com carga horária de 32 horas/aula.

Depoimentos

A aluna, Regiane Pereira da Costa, que é uma das dez mulheres que não é cigana, “Amei o curso, pois tive a oportunidade de participar isso foi bem significativo como experiência”, ressaltou.

A jurinha (não cigana), Maria Alves, fez o curso de panificação e também encontrou na formação uma nova oportunidade profissional, e elogiou a oportunidade que a Asprecce tem dado à população de Catuana.

De acordo com a cigana Janiele lucino, “O curso foi excelente, eu já tinha uma noção, porém com o curso aprendemos os detalhes” disse Janiele

A cigana calin, Marta Serafim, afirma que adorou fazer o curso de panificação. “Foi realmente muito bom, a instrutora é excelente e tivemos a oportunidade de aprender muito sobre panificação. Gostei de todo o curso e agora pretendo dar início a uma nova atividade profissional produzindo algumas das receitas que aprendi para vender”, revela à cigana.

Os ciganos Claudio Gomes e Edson Rodrigues participaram ativamente das aulas e inclusive prometem abrir uma mini padaria no Distrito de Catuana.

Os Jurons (nãos ciganos) Evaldo Duarte do Nascimento e João Manoel Faria, fizeram o curso de avicultura, “Só temos a agradecer a Asprecce pela oportunidade”, disseram.

Autor/Fotos: Ascom/ASPRECCE