Papa Francisco chega para visita de três dias ao Chile

178

Esta é a sexta viagem do papa à América Latina.

O Papa Francisco chegou à noite desta segunda-feira (15/01) ao Chile, onde fará uma visita de três dias. O Papa foi recebido pela presidente Michelle Bachelet e três crianças, que lhe entregaram flores, assim como membros da Igreja e outras autoridades. O forte vento levou Francisco a tirar o solidéu ao desembarcar do avião.

Durante sua permanência de três dias no Chile (de 15 a 18 de janeiro), Francisco se reunirá com autoridades, comunidades indígenas, religiosos e pessoas carentes, em Santiago, Temuco (600 km ao sul de Santiago) e Iquique (1.800 km ao norte), onde vai celebrar missas. Autoridades do governo chileno estimam que 500 mil pessoas devem comparecer a uma missa marcada para a terça-feira em Santiago.

Depois do Chile, o Papa seguirá para o Peru, onde passará pela capital Lima e por Puerto Maldonado e Trujillo.

Segundo o secretário de Estado do Vaticano, o cardeal Pietro Parolin, “não será uma viagem simples”. O Papa Francisco deve enfrentar protestos contra pedofilia na Igreja, já que a nomeação do chileno Juan Barros, acusado de acobertar abusos sexuais de um sacerdote, como bispo de Osorno (sul do Chile), provocou reação contrária.

Nesta segunda, ativistas de vários países lançaram em Santiago uma organização global contra o abuso sexual infantil na Igreja e exigiram que o Papa Francisco mude “perdões” por “ações” para enfrentar a pedofilia.

Esta é a sexta viagem do papa à América Latina, depois do Brasil (2013), Equador, Bolívia e Paraguai (2015), Cuba (2015), México (2016) e Colômbia (2017).

Autor: Da redação com G1/Foto: Reprodução/Globonews/Alessandra Tarantino/AP Photo