Operação Las Vegas desarticula grupo criminoso de clonagem de cartões

1940

A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta segunda-feira, 20/5, a Operação Las Vegas com o objetivo de desarticular associação criminosa que agia na clonagem e uso fraudulento de cartões de terceiros.
Policiais Federais cumprem 12 mandados de prisão preventiva, 9 mandados de busca e apreensão e 14 mandados de bloqueio de contas e indisponibilidade de bens dos envolvidos. Os mandados foram expedidos pela 11ª Vara Federal do Ceará e estão sendo cumpridos em Fortaleza/CE, Caucaia/CE, Beberibe/CE e em São Paulo/SP.
As investigações iniciaram após provas colhidas em inquérito policial originado de notícia de crime apresentada pelo Escritório de Segurança Diplomática do Consulado Geral dos EUA no Recife/PE.  De acordo com informações do consulado, residentes no Ceará viajavam para Las Vegas e Atlantic City e efetuavam saques em cheques das máquinas GCA (Global Cash Access), a partir de cartões clonados, e em seguida descontavam esses cheques nas janelas dos caixas dos cassinos.
Ao longo da investigação, foram identificadas outras formas de fraudes cometidas no Brasil, como compras de aparelhos eletrônicos de alto valor e compras de viagens, reservas de hotéis, passagens aéreas, com os cartões clonados e ocultação/dissimulação do lucro ilicitamente obtido por meio de transferências para contas correntes de parentes e aporte de capital em empresas.
A Caixa Econômica Federal reportou um prejuízo de mais de 18 milhões de dólares de fraudes com cartões cometidas nos EUA, entre 2014 e 2018.
Os investigados irão responder pelos crimes de furto qualificado pela fraude, associação criminosa e lavagem de dinheiro, de acordo com o nível de participação.

Autor: Da redação com ascom/Foto: divulgação