NUDTOR reúne-se com Paysandu e reafirma recomendação de partida única

105

O Núcleo do Desporto e Defesa do Torcedor (Nudtor), do Ministério Público cearense, reuniu-se na manhã desta sexta-feira (19/10) com representantes do Paysandu, time que enfrentará o Fortaleza neste sábado pela 32ª rodada pela Série B do Campeonato Brasileiro, no Estádio Arena Castelão. Esteve em pauta, a recomendação expedida pelo MPCE para que a partida tenha torcida única, como medida preventiva de combate à violência.

Os promotores de Justiça Edvando França – coordenador do Nudtor – Ythalo Loureiro e José Aurélio da Silva receberam os representantes do Paysandu Sport Club – Ieda Cristina Almeida (diretora) e Paulo Sérgio Fonteles (advogado) – João Tahim, representante do Fortaleza Esporte Clube, o Cel. João Batista Faria, comandante do Batalhão de Policiamento de Eventos e Jeysivan Carlos Silva, representante da torcida CearaAmor.

O time visitante solicitou ao Ministério Público que reconsiderasse a recomendação, pois, segundo eles, seus torcedores já “realizaram despesas e, alguns, já realizaram o deslocamento para a cidade de Fortaleza, inclusive compra de ingressos, em face da notícia de que haveria o mesmo tratamento que foi aplicado no jogo de ida”, informaram. Eles requereram, ainda, a viabilização de um setor exclusivo da Arena Castelão para acomodar os torcedores belenenses.

O comandante do Batalhão informou que, para assegurar o isolamento dos visitantes seria necessário um espaço para, pelo menos, 500 pessoas, e preferencialmente nos setores 401 e 406, mas que esta providência dependeria da anuência do clube mandante. João Tahim informou sobre a impossibilidade de liberação destes e de demais setores, pois já foram postos à venda para o público em geral.

“No jogo de amanhã já não existe mais setores disponíveis para acomodar torcedores do clube visitante sem prejuízo de torcedores que já adquiriram ingressos. O Paysandu deveria ter enviado solicitação de carga de ingressos, com pagamento antecipado, o que não foi realizado até a presente data”, argumentou Tahim. Ao encerrar o encontro, o coordenador do Nudtor determinou o cumprimento da recomendação expedida.

Autor: Da redação com Ascom/Foto: Divulgação