Novos agentes penitenciários: cerca de 1.700 candidatos iniciam curso de formação

168

O Governo do Ceará deu mais um passo no reforço do Sistema Penitenciário do Estado. Nesta quarta-feira (18/04), no Centro de Eventos do Ceará, 1.695 candidatos a agente penitenciário participaram da aula inaugural do curso de formação. O momento marcou o início da última etapa do concurso público realizado em 2017, por meio da Secretaria da Justiça e Cidadania (Sejus), num certame que envolveu 85 mil participantes.

A cerimônia contou com a presença do governador Camilo Santana, acompanhado da vice-governadora Izolda Cela, da titular da Sejus, Socorro França, e do chefe do Gabinete do Governador, Élcio Batista, que proferiu aula de abertura.

O concurso já passou pelas etapas de prova objetiva, avaliação física, de saúde, e psicológica. A partir desta quarta-feira, os candidatos serão submetidos a período de aulas até o dia 30 de maio, com aplicação do exame final em 3 de junho. Serão selecionados mil alunos para a carreira de agente. Os outros 695 seguirão para o cadastro de reserva.

Durante a abertura da aula, o governador Camilo Santana selou o compromisso de chamar futuramente todos os candidatos que ficarem de fora do chamamento dos mil homens e mulheres. Ele explicou que o Estado trabalha na reestruturação das unidades penitenciárias em todo o Ceará, exigindo mais profissionais.

“Novos mil agentes significam o aumento de quase 50% do atual efetivo. Temos hoje cerca de 2.150 agentes. O sistema precisa de um reforço grande, necessita de uma ampliação, e esse é o objetivo desse concurso. E estamos construindo novas unidades penitenciárias, iniciamos uma nova unidade para colocar presos no Ceará. Estamos com projeto, via financiamento do BNDES e o próprio Fundo Penitenciário, para a primeira unidade de segurança máxima. Já iniciamos a obra. Depois queremos eliminar as 102 cadeias existentes no Interior do Ceará, cadeias antigas, e construir 14 presídios regionais modernos para atender os presos do Estado. Para isso, vamos precisar de mais profissionais. Estamos reestruturando todo o sistema para que possamos ter um controle mais rigoroso”, afirmou Camilo.

Cronograma e aplicação

Após curso de formação e prova, o resultado final deverá ser divulgado no dia 15 de junho.

“Hoje nós temos aqui 1.695 alunos para ingressar neste curso de formação de 45 dias, que é eliminatório. Eles treinarão desde a questão balística, defesa pessoal, integração social, valorização humana, tudo programado de acordo com o Departamento Penitenciário (Depen)”, detalhou a secretária Socorro França.

Os aprovados serão distribuídos por todas as macrorregiões do Estado. O maior número de agentes está reservado para a Região Metropolitana de Fortaleza (556). Cariri e Centro Sul terão 88 vagas preenchidas. Para o Litoral Oeste são 85, enquanto que para Sobral e Ibiapaba são 84. Sertão Central (74), Litoral Leste e Jaguaribe (57) e Sertão dos Inhamuns (50) completam a lista.

Ceará Pacífico

A vice-governadora e coordenadora do Pacto por um Ceará Pacífico, Izolda Cela, destacou a importância dos selecionados pelo concurso para a construção de uma política mais sólida na Segurança Pública.

“No eixo do Ceará Pacifico, um dos sete programas é exatamente o reordenamento do sistema prisional. A partir do curso de formação, os agentes verão o nível de complexidade que tem um programa como esse. Para nós termos uma perspectiva de uma sociedade mais pacífica, precisamos olhar para esse sistema que tem que dar conta das sanções penais, pelo cometimento de infrações e atos gravosos, mas é um sistema que precisa dar conta para que essas pessoas se reorganizem, que elas descubram caminhos diferentes para projetos de vida”, disse.

Entre os alunos do curso, Jeferson Carlos, 24, testemunhou que o começo da reta final é motivo de orgulho e otimismo para quem chegou tão longe no concurso. “É uma expectativa que nos deixa ansiosos, desde que recebemos a notícia de que passamos. Cada aluno aqui tem uma história de vida diferente, passou por dificuldades”, contou.

Agentes

Para Fabrício Dutra, 38, participar deste curso e ter a certeza de que o Estado tem interesse na contratação de todos traz forte motivação para aprender mais. “O Governo do Ceará acertou em abrir esse concurso de grande nível, com grande quantidade de vagas. Não é todo Estado que proporciona essa oportunidade”.

Autor: Da redação com André Victor Rodrigues /Foto: Carlos Gibaja e Tiago Stille