Nos últimos 35 anos, a Câmara de Vereadores só negou aprovação a três nomes indicados para receber cidadania varzealegrense.

47

Na sessão da Câmara de Vereadores de Várzea Alegre, realizada nesta terça-feira, (30/10), sob a presidência do vereador Alan Salviano (MDB) e com a presença dos 13 vereadores que compõem o Legislativo, foram reprovados projetos de outorga de títulos de cidadania para o ex-presidente da república, Luiz Inácio Lula da Silva e para o deputado federal Adail Carneiro.

De acordo com registros, nos últimos 35 anos, a Câmara de Vereadores havia negado título de cidadania apenas ao deputado federal Aníbal Ferreira Gomes, entre os anos de 2001 a 2004, durante o segundo mandato do ex-prefeito João Eufrásio Nogueira.

O título de cidadania para Aníbal Gomes era uma indicação do vereador José Batista Rolim. Naquela época, havia uma acusação criminal contra o deputado por ser um dos supostos mandantes da morte do prefeito de Acaraú, primo dele, João Jaime Ferreira Gomes Filho (Joãozinho), crime ocorrido em maio de 1998.

A suposta participação de Aníbal Gomes nesse crime pesou no resultado da votação que negou a ele o título.

O projeto de outorga do título de cidadania varzealegrense para o ex-presidente Lula, foi apresentado pelo vereador do PT, Michael Martins, em 17 de janeiro deste ano. O vereador cobrava a votação da matéria, mas Alan Salviano disse que não havia pressa na tramitação desses projetos e esperava que o momento político no Brasil que girava em torno de acusações contra o ex-presidente Lula, acusado pela Lava Jato no processo do triplex do Guarujá, se acalmasse.

Na noite desta quarta-feira, 30, passados todos os embates políticos e com o desenrolar da situação de Lula, atualmente preso na Superintendência da Polícia Federal, no Paraná, cumprindo pena de 12 anos e mês desde 7 de abril, a Câmara colocou o projeto na pauta de votação, assim como também o do deputado federal Adail Carneiro e o do governador Camilo Santana.

O nome do governador Camilo Santana, passou com aprovação unânime da Câmara de Vereadores, mas, os nomes de Lula e de Adail não tiveram apoio suficiente dos dois terços da Casa, sendo negados.

No caso do ex-presidente Lula, sua condição de presidiário pesou na decisão dos vereadores para negar a ele a Cidadania Varzealegrense. Também houve pressão da Direita Várzea Alegre – simpatizantes do presidente da república recém-eleito, Jair Bolsonaro que acompanharam a sessão e fizeram barulho. Mas cedo, nas redes sociais, havia movimentação pela desaprovação da proposta. As vozes do PT, mesmo na resistência, foram sufocadas pelas manifestações que pediam a rejeição da proposta.

Na votação dessa do projeto houve votos divergentes dentro das bancadas de oposição e de situação. Da oposição, o vereador Marcelo Fledson (SD) votou contra e os vereadores Ribamar da Topique (PRB) e Zé Batista (PRB) se abstiveram. Pela aprovação votaram Michael Martins, Professora Dedê (PC do B) e Pedro Bitu (PSDB).

Na bancada da situação, o único voto favorável à aprovação da matéria foi o do vereador do PT, Antônio Alcântara. Os demais integrantes da bancada votaram pela reprovação da proposta – Presidente Alan Salviano (MDB) e os vereadores Kleiton do Bar (MDB), Dedé da Topique (PT do B), Dra. Luciana Rolim (PV), Dr. Márcio Henrique (PT do B) e José Dener (MDB).

Na votação para o nome de Adail Carneiro os vereadores da situação e o presidente Alan Salviano votaram a favor, mas todos os seis parlamentares da oposição votaram contrários.

O nome do deputado Adail Carneira foi apresentado para receber o título de Cidadão de Várzea Alegre pela vereadora e vice-presidente da Câmara, esposa do vice-prefeito Dr. Fabrício Rolim, Dra. Luciana Rolim.

Autor: Da redação com Ascom/Foto: Ascom