Investimento em softwares livres é rentável, diz coordenador da Fapesp

351

Os softwares livres já se consolidaram como um investimento rentável, disse hoje (27) o coordenador adjunto de Pesquisa para Inovação da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. De acordo com Fábio Kon, que participou do programa Brasilianas.org, da TV Brasil, o Android, presente nos telefones móveis, é o principal software livre da atualidade, e essa condição não impede que seja rentável. “Empresas adaptam seus produtos ao Android. Ou seja, não é por ser software livre que não se pode ganhar dinheiro com isso.”

Durante o programa ancorado pelo jornalista Luís Nassif, Fábio Kon falou também sobre investimentos na área de inovação. Ele destacou que os setores de energias renováveis, óleo e gás e tecnologia da informação serão estratégicos para esse tipo de investimento nos próximos anos.

Já o presidente da empresa pública Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), Luís Manuel Fernandes, ressaltou a retração nas políticas voltadas à inovação nos últimos anos e comparou com 2004, quando, segundo ele, o setor industrial passou por um momento semelhante. “Acredito que estamos em um momento semelhante. Neste momento temos que ter mais foco nos investimentos públicos e recuperar a abrangência da inovação”, disse Fernandes.

o diretor de Planejamento e Gestão da Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii), João Luíz Gordon, que participou também do programa, defendeu o investimento do Estado nas empresas de inovação. “É importante o recurso para o empresariado. Ter recursos para investir é fundamental. O Estado tem que ajudar”, disse ele. Gordon lembrou que o próprio Google teve financiamento público para desenvolver o algorítimo que fez dele o que ele é hoje.

Autor: Agência Brasil/ Foto: Internet Ilustrada