Grupo de estudo é instituído para criação de unidade de conservação da Rajada

47

Prestes a ser protegida por lei devido às suas características especiais, a Serra da Rajada, na localidade da Tucunduba, conta agora com um grupo de estudos criado para pesquisar o tipo de unidade de conservação será implantado na região.

O colegiado foi instituído nessa quarta-feira (27/6), em reunião ocorrida na sede da Secretaria do Meio Ambiente do Governo do Estado (Sema), em Fortaleza. O encontro contou com a presença do titular da pasta, Arthur Bruno, e de técnicos da Associação de Pesquisa e Preservação de Ecossistemas (Aquasis) e do Instituto do Meio Ambiente de Caucaia (Imac).

Conforme a gerente de Educação Ambiental do Imac, Márcia Ximenes, os estudos definirão se a Serra da Rajada será considerada uma Área de Proteção Integral, uma Área de Proteção Ambiental de Uso Sustentável, uma Reserva Extrativista, uma Reserva Biológica ou uma Floresta Nacional.

“Com a definição, a região vai ter sua diversidade biológica preservada, o processo de ocupação disciplinado e a sustentabilidade do uso dos recursos naturais assegurada”, frisa Márcia Ximenes.

O estudo foi inciado imediatamente após assinatura da Ordem de Serviço. A previsão é de que em janeiro de 2019 seja concluída a pesquisa com o relatório final de criação da Unidade e definido qual tipo será implantado.

Autor: Da redação com Ascom/Foto: Ascom