Fórum Municipal discute relação entre juventude, violência e cidadania em Caucaia

263

A Prefeitura de Caucaia promoveu nesta segunda-feira (23/9) uma importante atividade da programação do “Setembro Amarelo”. O fórum “Juventude: Uma Reflexão da Violência x Cidadania” aconteceu no Grêmio de Recreio e Estudos e contou com a participação da primeira-dama do município, a deputada estadual Erika Amorim.

Ela apresentou as principais políticas públicas que estão sendo desenvolvidas no Ceará e em Caucaia no sentido de combater a violência contra o adolescente. Membro da Frente Parlamentar de Combate ao Suicídio e Automutilação da Assembleia Legislativa do Ceará, Erika destacou que estudos da Organização Mundial da Saúde (OMS) indicam a possibilidade de o suicídio, por exemplo, ser evitado em 90% dos casos.

“A palavra certa na hora certa pode ser decisiva e salvar a vida do jovem. Pessoas com pensamentos suicidas precisam de amparo especializado. Elas precisam ser ouvidas e acompanhadas. É uma questão de saúde pública que está longe de ser falta de personalidade, frescura ou fraqueza sem causa”, pontuou a primeira-dama.

Outros números e indicadores foram apresentados sobre homicídios, suicídios e acidentes de trânsito, que são os três tipos de violência que mais acometem adolescentes com idade entre dez e 19 anos. “Abordamos a violência doméstica e o suicídio, fazendo uma relação com estes dois tipos de violência. Precisamos debater estes assuntos para que a sociedade, gestores e adolescentes, se tornem agentes multiplicadores de informações, incluindo sobre os serviços oferecidos na esfera pública”, disse a coordenadora do Programa Saúde na Escola (PSE), da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), Juliana Barcelos.

Mais de 50 adolescentes dos Núcleos de Cidadania dos Adolescentes (Nucas) participaram do Fórum. “Nunca tivemos este momento. Isso é um pontapé para dar voz a gente, coisa que não tínhamos. Estamos reconhecendo e indo atrás dos nossos direitos”, afirmou Sirlânia Moreira, de 17 anos.

A delegada Jeovânia Maria também participou do evento ministrando palestra sobre o acolhimento para a população feminina em casos de violência. Ela deu orientações sobre o fluxo de atendimento no setor público.

O Fórum foi realizado pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social (SDS), por meio da Comissão de Proteção à Vida de Crianças e Adolescentes, e faz parte dos desafios estabelecidos pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) como parte da jornada de Caucaia rumo à conquista do Selo Unicef. A certificação é concedida a prefeituras que reduzem desigualdades e garantem direitos de crianças e adolescentes.

DADOS
Dados do Sistema de Informação de Agravos de Notificação (Sinan) mostram que no Ceará três jovens com idade entre dez e 19 anos cometeram suicídio em 2017. Em 2018, este número caiu para apenas um. Por outro lado, as tentativas de suicídio aumentaram. Em 2017, 14 casos foram registrados; em 2018, 29; em 2019, entre janeiro e maio, já foram registrado oito casos.

No Brasil, o suicídio mata uma pessoa a cada 45 minutos.

Autor: Da redação com ascom/Foto;ascom