Em Ipueiras: Acusado de matar o próprio irmão é condenado a 19 anos de reclusão

116

O Conselho de Sentença do Tribunal Popular do Júri da Comarca de Ipueiras condenou o réu Jurandir José da Silva pelo crime de homicídio duplamente qualificado por motivo fútil e meio que dificultou a defesa da vítima, o próprio irmão, Raimundo José da Silva Filho. O julgamento ocorreu nesta segunda feira (28/05), no Fórum daquela Comarca, a 304 km da Capital.

O crime ocorreu no dia 12 de junho de 2016, na localidade de Lajes, zona rural de Ipueiras. Segundo os autos (nº 10483-94.2016.8.06.0096/0), a vítima foi morta mediante golpe de machado e faleceu no local. Jurandir José da Silva foi preso em flagrante e confessou o crime.

A sessão do júri foi presidida pelo juiz Thales Pimentel Sabóia, auxiliar da 9ª Zona Judiciária e que está respondendo pela Comarca de Ipueiras. Ao aplicar a dosimetria da pena, fixada em 19 anos de reclusão, o magistrado negou ao réu o direito de recorrer em liberdade. A acusação teve à frente o promotor de Justiça Paulo Hilario Aragão Mont’alverne. Já a defesa foi patrocinada pelo advogado Sebastião Gomes Matos Neto.

 

Autor/Foto: Imprensa TJCE