Em Iguatu: Mais uma ocupação, desta vez no Bairro Altiplano.

852

Motivados pelo descaso do governo municipal, pelo custo elevado dos aluguéis, pela falta de politicas públicas habitacionais em Iguatu, as ocupações espontâneas têm se espalhado.

Famílias da Ocupação do Altiplano
Famílias da Ocupação do Altiplano

Cerca de 100 famílias ocuparam na tarde de ontem (3), uma área da academia de saúde, localizada na Rua 4, bairro Altiplano.

Quase a totalidade das invasões registradas foi feitas por famílias inscritas nos programas habitacionais da prefeitura, dentre as justificativas dessas famílias são atribuídos o alto custo do aluguel, vivem de favor, desemprego e a demora na entrega de casas pelos programas habitacionais.

O povo grita

Crsitina Ferreira de Lima, 29a, casada, desempregada, veio com o marido o Vaqueiro Luis Farias, 33a, e os 3 filhos pois não pode mais pagar aluguel.
Cristina Ferreira de Lima, 29a, desempregada, veio com o marido, o Vaqueiro Luis Farias, 33a, e os 3 filhos pois não pode mais pagar aluguel.

Dona Maria Edileusa Araújo, 49 anos, mora a 30 anos de aluguel “Eu espero há 10 anos por uma casa da prefeitura de Iguatu. Sempre eu renovo o meu cadastro, mas nunca acontece nada. Não tenho dinheiro para pagar aluguel e a minha única opção foi à ocupação”.

20150904_102521 20150904_102545

Cicero Antônio, 67 anos, ainda tem força para lutar por uma moradia para a sua filha que segundo ele ha mais de 10 anos vive um sufoco, “Estou aqui apoiando estas famílias, que atualmente ocupam esta área ociosa, servido de abrigo de bandidos e de gados”

A desempregada Ana Luiza da Silva, 29 anos, mãe de dois filhos, também fez cadastro na prefeitura e até o momento nenhuma resposta obteve da prefeitura.

20150904_102436

O autônomo, João Lino, 56 anos foi taxativo “Este governo está esperando eu morrer, pago aluguel há 21 anos, hoje pago R$ 250 reais de aluguel, um absurdo o que esse governo vem fazendo com as famílias mais carentes, cadê os programas do governo federal, só aqui em Iguatu que não tem”, protestou Lino.

“Ninguém mais aguenta pagar aluguel. Não estamos cometendo nenhum crime” disse dona Aldenora Ferreira preocupada com a situação e para José Antônio, 45 anos, “Não se pode deixar um terreno deste tamanho vazio”.

A área serve de abrigo para bandidos

local 20150904_101723

Essa é a terceira ocupação nas áreas das academias de saúde em Iguatu, a obra sem agua e sem energia, segundo os populares, está servido de esconderijo de meliantes, que utilizar o local para usar drogas e a pratica de atos sexuais, e até mesmo para a pratica de crimes como estupro, segundo uma moradora que não quis se identifica informou que esta achando é bom as famílias estarem na área, “ Este local é encontro dos bandidos, que vivem aterrorizando os moradores”

Revolta

20150904_101040

De acordo com os ocupantes a onda de ocupação esta acontecendo devido o alto índice do déficit habitacional de Iguatu, a falta de políticas públicas para sanar essa infeliz realidade. Outra alegação dos ocupantes é que o prefeito de Iguatu, Aderilo Alcântara, entregou apenas 140 casas no bairro Novo Iguatu, “Essas ocupações são a ressaca das 1.700 casas que o prefeito prometeu e ate hoje nada” disse um ocupante, que não quis se identificar com medo das represálias do prefeito. “Estamos aqui reivindicando também o destravamento do Projeto Minha casa Minha Vida”.

 

Saiba Mais

Famílias que vivem em situação sub-humana recebem visitas de vereadores

Famílias da Ocupação do Bairro Filadélfia, vão a câmara pedir apoio aos Vereadores

Em Iguatu-CE começa uma onda de ocupações em áreas públicas

Presidente da CMI-de Iguatu vai propor Audiência Pública sobre política de habitação popular

Terreno doado pela prefeitura de Iguatu-CE às famílias gera polêmica

Ocupação das Margaridas conquista terreno da Prefeitura e tem o apoio da Câmara de Vereadores

Em Iguatu-CE: Ocupação vira símbolo de luta por moradia

Em Iguatu: Invasão gera impasse

 

Autor: Rogério Ribeiro/Fotos: Renata Célia