Dormir bem melhora seu desempenho no trabalho!

264

46702Mas o que afeta o desempenho no trabalho?

Todo mundo sabe que uma noite bem dormida é tudo de bom e que, além de bem-estar, ela traz inúmeros benefícios à saúde. Um deles é a melhora do desempenho no trabalho. O sono de qualidade é fundamental para manter a produtividade. Porém, essa tarefa diária tão importante não tem sido respeitada por profissionais brasileiros.

Estudos comprovam que a média da jornada de trabalho de executivos é de 13 horas, aumento de 3 horas em comparação a dados de 2010, sendo que 25% deles sofrem de insônia, crescimento de 40% nos últimos dez anos. O que se reflete no desempenho no trabalho.

O que afeta desempenho no trabalho

O desempenho no trabalho pode estar longe do ideal para pessoas com uma agenda caótica, com atividades que afetam a hora de dormir e de acordar. A privação do sono prejudica a capacidade de concentração, a tomada de decisões, a velocidade cognitiva e a memória, além de aumentar a ansiedade, o cansaço e a irritação, o que impacta diretamente o desempenho no trabalho.

A falta de sono crônica em longo prazo vira um problema de saúde sério, alterando o metabolismo e aumentando o risco de hipertensão, além do ganho de peso, diabetes e doenças cardiovasculares.

Vários aspectos da relação entre dormir e trabalhar não são discutidos, mas, quando considerados, explicam muito como o repouso impacta a produtividade e a falta dele traz problemas quanto ao desempenho no trabalho.

A maneira como descansamos, por exemplo, é muito diferente da de séculos atrás, o que indica que o desempenho no trabalho contemporâneo contraria o que seria natural.

Há quem funcione melhor acordando tarde. Geralmente, uma pessoa matutina acorda às 6 horas, dorme às 22 horas e tem mais energia até antes do meio-dia. Os vespertinos saem da cama às 9 horas, deitam à 1 hora, com pico de produtividade à tarde e à noite. No entanto, a quantidade necessária de horas de sono também varia.

Para dormir bem

1. A falta de sono ou a dificuldade em dormir bem diminui a capacidade de concentração durante o dia podendo provocar também alterações de desempenho no trabalho. Para evitar problemas no campo profissional, siga estas dicas:

1. Respeite e mantenha o horário de ir dormir. Em média é preciso dormir cerca de 8 a 9 horas de sono repousante para estar bem alerta no dia seguinte;

2. Desligue e evite ligar aparelhos eletrônicos uma hora antes de ir para a cama, pois eles excitam o cérebro e deixam o indivíduo mais agitado, prejudicando o sono;

3. Apague as luzes, deixe somente um abajur ligado, de preferência que ele tenha uma luz laranja, que favorece o sono;

4. Deite-se na cama somente quando tiver sono, ou leia um livro até o sono chegar;

5. Evite consumir de alimentos estimulantes (coca-cola, café, chá preto e guaraná) a partir da 5 horas da tarde. Consuma mais alimentos que favorecem o sono como leite morno ou vinho tinto;

6. Se puder faça uma sesta de aproximadamente 10 minutos logo a seguir ao almoço. Não tire sonecas prolongadas durante o dia, pois elas podem “roubar” o sono da noite;

7. Pratique pelo menos 30 minutos diários de exercícios, evitando fazer atividades depois das 19 horas, pois também podem prejudicar o sono;

8. Evite ambientes muito barulhentos, comprar um protetor de ouvidos pode ajudar a encontrar o silêncio necessário para dormir;

9. Quando o despertador tocar pela manhã, espreguice-se, mas levante-se logo e de preferência abra as cortinas e as janelas e deixe o quarto bem claro.