Cultura amazônida marca abertura das Feiras das Américas

444

Cultura amazônida mA riqueza cultural da região amazônida foi uma das principais atrações da abertura da Feira de Turismo das Américas – Abav 2013, no Centro de Exposições do Parque Anhembi, nesta quarta-feira (4). Diversas lideranças do turismo no Brasil estiveram prestigiando o evento, que contou inicialmente com uma apresentação do Boi Garantido e do Boi Caprichoso, pelo anfitrião estado do Amazonas.

O presidente da Abav, Antonio Azevedo, o ministro do Turismo, Gastão Vieira, e o presidente da Embratur, Flávio Dino foram umas das autoridades presentes.

O presidente da Abav, Antonio Azevedo disse que estamos vivendo uma década de ‘ouro’ no turismo brasileiro. Azevedo se referia as parcerias com o setor privado e o forte investimento em publicidade e eventos, como parte de uma agenda de positividade projetada para 2014 e 2016.

O ministro do Turismo, Gastão Vieira, em resposta a jornalista que indagou sobre os impactos do atual quadro econômico do Brasil no turismo, explicou. “Há fatores externos que afetam quase todos os países emergentes, mas estamos aqui também celebrando o atual momento do turismo, com a construção de estradas e aeroportos melhorando a infraestrutura do País”, disse.

O ministro encerrou sua fala com a frase “vivemos um grande momento do turismo no Brasil, essa Abav é uma festa do otimismo”.

O presidente do Fórum Nacional dos Secretários e Dirigentes Estaduais de Turismo (Fonatur), Ronald Ázaro lembrou que a Abav é uma ótima oportunidade para fomentar negócios. “Aproveitem este bom momento do turismo, aqui estão todos os estados brasileiros, conversem entre si em busca de melhorias do turismo interno”, afirma.

Stand de Roraima – O stand do Governo de Roraima ocupa 25 metros quadrados em uma área privilegiada dentro do “espaço amazônico”. Está com imagens de belezas naturais dispostas em suas paredes e conta com a degustação de ‘paçoca’. Conta ainda com a exibição de imagens sobre o estado, apresentando belos cenários que retratam a fauna e a flora regional, além da arquitetura da capital Boa Vista, propícia para os amentes da fotografia.

Em outro ponto próximo está o stand do artesanato de Roraima, com a exposição de peças indígenas. Os técnicos do governo estão em atendimento ao público da Feira que, nestes primeiros dias, se restringe a convidados, jornalistas e profissionais do setor de turismo.

Um dos trabalhos da equipe de Roraima será de distribuir material publicitário ao público e captar parceiros que desejam investir e conhecer o estado de Roraima.

O diretor do Departamento de Turismo, Shigeaki Alves, participou da abertura e no atendimento a secretários e empresários do turismo. De acordo com a coordenação do evento, a expectativa é que o número de visitantes seja de aproximadamente 80 mil.

Tercio Neto/Seplan