Cotidiano: Outro acidente de trânsito em Boa Vista

262

O trauma e as emergências clínicas são responsáveis anualmente por várias mortes e sequelas irreparáveis aos acidentados. O custo das internações é muito alto para o Estado ou para a família dos pacientes. Estes fatos não podem ser desconsiderados e, não só o Governo, mas todos os cidadãos devem contribuir para melhorar este quadro, tanto em relação à prevenção de acidentes e doenças quanto no socorro aos acidentados.

O acidente

O condutor da motocicleta CG FAN 125, cor azul, placa, NAM-8655, identificado como Francinaldo, 24 anos, trafegava sem CNH, na Avenida Brasil sentido centro, quando foi surpreendido pelo veículo Pólo, cor prata, placa, NUJ -0610, que cruzava a rua Marechal Rondon que dá acesso ao setor militar, sentido Manaus, vindo a colidir na porta traseira do veículo lado do motorista.

De acordo com populares, o condutor da motocicleta vinha em alta velocidade, não tendo condições de frear vindo a colidir com o veículo, causando a sua queda.

Socorrista

Tendo em vista o objetivo de salvar vidas o condutor do carro não perdeu tempo em aplicar os primeiros socorros.

De acordo com a delegada de policia, Aidê Magalhães, o policial Quintela com sua vasta experiência salvou a vida do motociclista. “A pancada causou uma obstrução das vias áreas, o policial usou as próprias mãos para desobstrui a passagem de ar, evitando morte por asfixia, salvando a vida do rapaz” explicou à delegada.

Quanto maior o tempo sem circulação sanguínea, menor a possibilidade de recuperação cerebral, já que a célula nervosa só resiste até cinco minutos sem oxigênio.

Autor:Rogério Ribeiro/Fotos: Yan Renato