Como Lula recebeu a notícia de sua segunda sentença

66

As visitas ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva já tinham se encerrado nesta quarta-feira (7/02) quando veio a notícia de que ele havia sido condenado a 12 anos e 11 meses de prisão pelo caso do sítio de Atibaia (SP). O advogado Manoel Caetano, um dos integrantes da banca de Lula que ficam em Curitiba, estava deixando o prédio da PF quando foi chamado por um policial para comunicar a nova sentença ao ex-presidente.

Na tentativa de tranquilizar o petista, Caetano disse que o resultado já era esperado e que seguiriam lutando. Como o horário de visitas dos advogados já tinha acabado, ele não pode ficar no local. Lula se mostrou surpreendido com o momento em que a condenação veio, mas concordou que o resultado não trazia surpresas.

LEIA MAIS:  Os argumentos da defesa de Lula

Como esta quinta-feira é dia em que o ex-presidente pode receber visitas na prisão além dos seus defensores, vai se encontrar com a família e os senadores petistas Humberto Costa (PE) e Jaques Wagner (BA).

A quem o viu depois da sentença, Lula disse que tinha certeza de que a juíza Gabriela Hardt “iria cumprir uma tarefa dada pelo [ex-juiz e hoje ministro Sergio] Moro: condenar de qualquer jeito”. Destacou que ela passou a conduzir o caso no lugar dele e manteve a data de audiência marcada pelo antecessor que seria depois de poucos dias dela ter assumido o caso. O petista diz que não havia tempo para Gabriela se atualizar sobre o processo. Lula já leu a sentença e tem dito que ela traz “erros grotescos”.

Autor: Da redação com Bela Megale/Foto: Edilson Dantas