Comissão do MTST cobra do SPU área da união

228

Uma reunião realizada na manhã desta segunda-feira (25), no gabinete do superintendente da secretaria de Patrimônio da União- SPU, Paulo Andre de Souza, com a comissão do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto-MTST, discutiram os problemas enfrentados pelo MTST.

O encontro teve como finalidade cobrar providências do SPU, referente a uma área da união localizada no bairro Jóquei Clube, no sentido de viabilizar um conjunto habitacional, do programa minha casa minha vida entidade, conforme o oficio nº 050/2012. Na oportunidade a presidente do MTST, Maria Ferraz, cobrou também a legalização do acampamento Augusto Mariano, “50 famílias esperam há cinco anos pela legalização daquela área ou outro lugar. Temos que acabar com essa “agonia”. Hoje temos cerca de 2.600 famílias cadastradas à espera de uma moradia. Temos vários pólos em outros bairros” explicou Ferraz, “no GT só temos voz, isso pra nós não vale queremos ter voto”. Na oportunidade o superintendente, Paulo Andre de Souza, fez um breve relato da real situação, “A informação que chegou a SPU, foi que a área solicitada é de apenas 188 metros, uma área dessa que pode comportar apenas 3 casas no Máximo, não vai atender o movimento” afirmou Souza, neste momento houve um embate e a presidente garantiu que a medida da área  atende o projeto habitacional pleiteado, para terminar o impasse, foi marcado para amanhã (26), uma visita em loco.  Paulo André de Souza destacou que a situação do acampamento Augusto Mariano, só vai ser resolvida quando for feito o geo-referenciado. Alem do superintendente do SPU, estavam presentes os técnicos de planejamento, Jorge Macedo e Mariana Ignatz.

Veja fotos da Reunião

Cobranças:

O movimento solicitou cópias das atas das reuniões do SPU com o GP e cópia do oficio solicitando uma área do exercito para construção de  conjunto habitacional.

 

Presenças:

Da presidente, Maria Alves Ferraz, vice-presidente Raimundo Pereira e dos coordenadores, Terezinha a popular Teça, Walter José dos Santos, Antonia Silva e Maria Amparo.

Ascom/MTST/Fotos: Yan Renato.