Começa a construção do maior complexo de ensino infantil de Caucaia

173

Começou a se concretizar nesta segunda-feira (9/4) um sonho que vai mudar a vida de centenas de famílias de Caucaia. Está oficialmente iniciada a obra do Centro de Educação Infantil (CEI) Olga e Parsifal Barroso, no Araturi. A unidade atenderá a 720 crianças. Será o maior complexo da rede municipal especializado em ensino para a Primeira Infância. Uma parceria entre a Prefeitura e o Instituto Myra Eliane.

O CEI ofertará atividades em tempo integral e será o primeiro do Ceará (e do Nordeste) a implementar a matriz curricular do Ministério da Educação junto a uma metodologia voltada à promoção de valores humanos. Isso significa que desde cedo as crianças serão estimuladas a praticarem o amor, a paz interior, a verdade espiritual, a ação correta e a não violência.

 

Na solenidade de instalação do canteiro de obras, o prefeito Naumi Amorim enalteceu o papel multiuso que o centro educacional terá. O CEI funcionará em um terreno de mais de 17 mil metros quadrados. Contará com 24 salas, teatro, areninha, refeitório, quadra poliesportiva, vila, horta, pista de corrida, playground, campo de areia, um Centro de Formação e um Centro Temático de Etnias.

“A população de Caucaia está ganhando um presente. Os pais de família e as mães de família poderão trabalhar e deixar os filhos nessa escola. As crianças que vão estudar aqui vão ter um rumo diferente do da violência. Hoje, o que está acontecendo no Brasil em relação à criminalidade muitas vezes é porque as pessoas não tiveram escolas boas. E o que de ruim a gente passa não quer que o filho da gente passe”, disse Naumi.

Toda a construção do complexo educacional e o mobiliário é responsabilidade do Instituto Myra Eliane. À Prefeitura coube doar o terreno e, quando o equipamento estiver pronto, geri-lo. A mão-de-obra construção dos prédios será prioritariamente do Araturi. “Estou emocionado de ver as máquinas começando. Eu quero que esse CEI mude pra melhor a realidade de muita gente. Que seja usado pelos pais, com as capacitações aumentando a empregabilidade e o empreededorismo da região. Esse espaço vai trabalhar a formação do caráter da criança”, disse o presidente do Instituto, Igor Queiroz Barroso.

Ele acredita que, ao atuar na formação do caráter e do emocional, a criança vai interagir melhor. Isso teria impacto direto em dois problemas crônicos do sistema educacional brasileiro: o bullying e a evasão escolar. “Reduzindo a evasão, a gente reduz também a violência. Porque quanto maior a evasão maior a criminalidade. Pra termos uma sociedade melhor, nós temos que investir em educação. Poder público e iniciativa privada precisam dar as mãos”, acrescentou o empresário.

Articuladora de políticas públicas para crianças e adolescentes, a primeira-dama Erika Amorim comemorou o início das obras do CEI no Araturi. Para ela, a unidade será modelo às demais 189 escolas da rede municipal de Caucaia. “Vai ser modelo porque o Instituto trabalha em cima de valores humanos que sentimos falta e sabemos que fazem toda a diferença. Esse é um sonho que nasceu no coração de pessoas que acreditam que as coisas podem ser diferentes. Que através da educação a gente pode conquistar grandes mudanças. O impacto desse CEI não será só em 720 crianças ou 720 famílias. Vai ser bem maior.”

Já a subsecretária de Educação, Regiane Oliveira, revelou que mais de 14 mil alunos caucaienses já estudam na metodologia de fomento aos valores humanos do Instituto Myra Eliane. “São mais de 800 turmas em 144 escolas. É algo já universalizado. Por isso, a gente tem que destacar não só a construção física desse CEI, mas também a pedagogia que foi inserida no nosso currículo escolar.”

Autor: Da redação com Ascom/Foto: Ascom