Caucaia combatente: Transmissão de arboviroses é baixa e SMS segue investindo em capacitações

55

Nesta terça-feira (3/7), começa o Curso de Capacitação em Vigilância e Controle das Arboviroses.

De janeiro último até a 23ª semana epidemiológica deste ano, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) confirmou 216 casos de dengue e 166 casos de chikungunya em Caucaia. Os números indicam um cenário de baixa transmissão em relação ao padrão endêmico do município para o período.

A preocupação, segundo aponta o boletim epidemiológico do órgão, ainda é o Índice de Infestação Predial (IIP) de algumas localidades. Realizado no mês de abril, o último Levantamento de Índice Rápido (Lira) revelou um índice de infestação de 4.9% em Caucaia, o que, conforme avaliação do Ministério da Saúde, sinaliza uma situação de risco.

Segundo o coordenador de Vigilância em Saúde da SMS de Caucaia, Adriano de Souza, “Mesmo com a baixa transmissão, nós precisamos ter o controle e somar esforços na tentativa de debelar o mosquito. Portanto, pedimos que a população não relaxe e continue cuidando de pontos que merecem atenção, como os jardins e quintais”, alerta o coordenador.

Pensando em estratégias de prevenção às doenças transmitidas pelo Aedes aegypti, a Secretaria já planeja a elaboração do Plano de Ações para o segundo semestre. Enquanto isso investe em iniciativas de Educação Permanente.

Curso de capacitação

Nesta terça-feira (3/7), começa o Curso de Capacitação em Vigilância e Controle das Arboviroses, em parceria com a Escola de Saúde Pública do Ceará (ESP). Neste primeiro momento, cerca de 80 agentes de endemias de todas as localidades do município serão capacitados.

Com uma carga horária total de 60 horas, os profissionais vão se dividir em aulas presenciais e atividades em campo. “O aspecto mais interessante desse curso é a integração da teoria com a prática. Além de estudar as patologias, eles vão explorar novas abordagens para a educação em saúde”, destaca Adriano.

Autor: Da redação com Ascom/Foto: Divulgação