Campanha da Tuberculose realizou mais de 40 exames neste sábado

211

O dia 24 de março é destinado ao Dia Mundial de Combate à Tuberculose. Em Boa Vista, as ações de prevenção começaram neste sábado (23), com atividades educativas na Feira do Produtor. No total, foram realizados 42 atendimentos, destes 12 foram encaminhados para o clínico geral e 16 para o pneumologista, que atendiam no local.

Nesta segunda-feira (25), todos os profissionais que compõem a Estratégia Saúde da Família (ESF) realizam palestras educativas e o exame sintomático respiratório em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS) do Município.

Nos CRAS Pintolândia, Cauamé e São Pedro serão oferecidas além das palestras educativas, atividades de saúde, exame para diagnóstico da doença, distribuição da Caderneta do Idoso, verificação da pressão arterial e orientação sobre saúde bucal. As ações acontecem até o dia 4 de abril.

O trabalho na Feira do Produtor envolveu a participação de mais de 30 profissionais. Na tenda de atendimento, as pessoas eram submetidas à triagem onde preenchiam uma ficha com dados pessoais e outras informações. Em seguida, era feita a coleta da primeira amostra de material para o exame. Todos que coletaram o material foram orientados a fazerem uma segunda amostra e pegarem os resultados dos exames em uma Unidade de Saúde mais próxima de sua casa.

De acordo com a superintendente de Vigilância em Saúde do Município, Cinthia Brasil o objetivo é intensificar o trabalho de busca ativa, identificando novos casos e encaminhando os pacientes para tratamento de forma a bloquear a transmissão da doença. Ela destacou que, ano passado, foram identificados 70 novos casos da doença. Este ano, a Secretaria Municipal de Saúde já diagnosticou 12 novos casos.

“A campanha proporciona o esclarecimento da população em relação aos sintomas de tratamento da doença. Nosso maior desafio é detectar o quanto antes os casos positivos, trabalhando para que estes pacientes não abandonem o tratamento. Também vamos dar uma atenção maior ao público mais vulnerável, que são os idosos”, destacou.

Para o feirante, Alexander Abreu Lima, de 28 anos, que fez o exame pela primeira vez, a ação foi importante para reforçar os cuidados com a saúde. “Trabalhamos direto com a manipulação de alimentos, então é preciso ficar atento a qualquer doença”, disse.

Para o taxista Rossini Nascimento Barbosa a ação é necessária porque ajuda na prevenção da doença. “Já fiz os exames anteriormente e descobri que estava com pneumonia, comecei o tratamento e, hoje, estou curado. Essa ação é importante para alertar a população sobre os cuidados que devemos ter com nossa própria saúde”, disse.

Ascom:PMBV/foto Marcos Lima