Asprecce indica ciganos para o Conselho Local de Saúde de Catuana

127

Responsáveis por deliberar sobre a política municipal de saúde na área de abrangência de cada território de Caucaia.

Atualmente Caucaia conta com 47 conselhos locais de saúde, que se reúnem uma vez a cada mês. O objetivo das reuniões é apresentar as necessidades dos bairros na área de saúde e discutir propostas de aperfeiçoamento do serviço. Esses encontros representam ações efetivas de participação popular, já que as demandas são expostas para os membros do Governo Municipal.

Os representantes ciganos da Associação de Preservação da Cultura Cigana do Estado do Ceará – ASPRECCE, titulares Maria Janiele Lucino e Maira Aline Nunes e os suplentes, Marta Serafim e José Eudo.

Segundo o presidente da Asprecce, o cigano calon, Rogério Ribeiro, pela primeira vez no Ceará, ciganos estão participando como membros de conselhos, “hoje é um dia importante para a população cigana do estado do Ceará. A presença de ciganas como representante no Conselho Local de Saúde de Catuana representa o início de uma nova história no controle social, uma nova etapa de lutas e de conquistas na saúde da população, sobretudo para o povo cigano. Queremos nos somar, enquanto ciganos, para que possamos unir forças e buscarmos fazer cada vez melhor. Eu almejo realmente que os novos membros possam desempenhar a contento e com o melhor dos resultados esse papel que lhes é atribuído a partir de então” destacou.

De acordo com o secretário de saúde, Moacir Soares a presença da população cigana no Conselho Local de Saúde de Catuana, é um exemplo de democracia, respeito e participação popular. “É uma imensa satisfação para nós dar as boas vindas o povo cigano no processo de discussão e definição das políticas públicas no município de Caucaia e em especial na saúde” afirmou Soares.

A coordenadora de Catuana, Marisa Veras  afirmou que distinguir pessoas por raça, cor e credo é coisa de gente de mente pequena, “Devemos ser contra qualquer tipo de preconceito, levo essa bandeira comigo e tenho certeza que as mulheres ciganas vão contribui bastante no conselho” definiu.

Para a cigana calin, Janiele Lucino, “A intenção é aprender e ajudar a resolver os problemas  da área de Catuana. Quando se está de fora, só se reclama, dentro, temos a oportunidade de colaborar, e para nós mulheres ciganas, é muito importante principalmente com para combater à discriminação e o preconceito contra nós ciganos” destacou Janiele.

A cigana calin, Maiara Nunes, lembrou que é importante à participação da comunidade nas discussões de todas as políticas públicas e a saúde não seria diferente.

A suplente cigana calin, Marta Serafim disse que tudo isso está acontecendo graças à Asprecce e a determinação do presidente o cigano calon, Rogério Ribeiro, “A nossa presença no conselho é muito importante para nós, pois ainda muitas pessoas falam mal de nós ciganos” disse.

O suplente cigano calon, José Eudo “Isso é muito importante para a gente enfrentar os desafios que a saúde tem, também é bom para nós ciganos, pela primeira vez estamos sendo lembrados, graças o trabalho que a Asprecce vem fazendo em pro dos ciganos e da comunidade de Catuana” disse.

Composição

Distrito III:12 (doze) titulares e  12 (doze) suplentes, eles irão representar os segmentos de usuários do sistema local de saúde, profissionais da área, gestores e prestadores de serviço durante o período 2018-2020.

(CLS das Unidades Básicas de Saúde: Primavera, Catuana, Sítios Novos, Matões e Tabuleiro Grande)

O que é um conselho de saúde

O conselho é um órgão colegiado de caráter permanente, integrante do Sistema Municipal de Saúde, com funções deliberativas, fiscalizadoras e consultivas, e tem como objetivos básicos a execução, acompanhamento, controle e avaliação da política de saúde do município.

Autor/Fotos: Ascom/Asprecce