Após tumulto na ALE/RR sessão é encerrada

204

Na manhã desta terça-feira (25/06) a Assembleia Legislativa de Roraima-ALE/RR, foi palco de tumulto, por dois grupos de manifestantes.

A sessão especial em homenagem ao Conselho Regional de Contabilidade (CRC) foi tumultuada devidos os protestos de dois grupos, com faixas e cartazes os manifestantes lotaram as galerias do plenário da ALE/RR, um grupo pedia o desarquivamento do pedido de impeachment do governador Anchieta Junior (PSDB) protocolado na Casa em dezembro de 2012, o outro grupo de servidores marcou território.

Por duas vezes a sessão foi encerrada, a primeira foi quando o deputado Flamarion Portela (PTC), usou a tribuna sobe vaias, disse “vocês deveriam estar trabalhando”, as vaias eram fortes, de imediato o presidente da ALE/RR, deputado Chico Guerra (PSDB), encerrou a sessão por 25 minutos em seguida o representante do Conselho Regional de Contabilidade (CRC), Rubens Savali Leal, agradeceu e pediu apoio para o CRC.

Chico Guerra reinicia a sessão, para que os deputados escritos tenham 10 minutos para o uso da tribuna, oito deputados se escreveram o primeiro, foi George Melo (PSDC), Erci de Moraes (PPS), Jânio Xingu (PSL), Flamarion conseguiu falar mesmo com protestos, quando o deputado Ivo Som (PTN), iniciou seu discurso, foi prejudicado por outra confusão, começou dessa vez segundo uma testemunha quando o presidente da associação dos moradores do bairro Nova Esperança, senhor Sérgio, estava sentado com sua faixa amarela de plástico, quando de repente o manifestante a favor do impeachment do governador Anchieta, Janderson Mesquita, arrogou a faixa da mão do presidente de bairro, formando uma confusão generalizada entre os grupos, uma senhora que estava ao lado da faixa que agradecia o governador Anchieta, sofreu uma pancada no braço direito e foi atendida pelo corpo de bombeiros, que estava presente no local.

Pela segunda vez sessão e encerrada

  Não houve como dar prosseguimento aos trabalhos por conta do tumulto que se gerou durante a sessão, a segurança da casa interviu de imediato, três agitadores foram retirados do recinto. Este mesmo rapaz foi detido pela policia militar e seguranças do Boa Vista Junina, no 3º dia de manifestação, na ocasião Jandison Mesquita, sem permissão subiu no tablado montado para apresentação das quadrilhas juninas.

Em meio à confusão durante a sessão o presidente da Assembleia, Chico Guerra (PSDB), terminou a sessão antes dos pronunciamentos de parlamentares inscritos, na ordem do dia.

Na ocasião o deputado Ivo Som (PTN) lamentou o episodio “È lamentável, as eleições de 2010 acabaram agora só em 2014, tem gente que não aceita a derrota nas urnas e prefere tumultuar. Eu apoio qualquer manifestação desde que seja pacífica, sem ato de violência e vandalismo” desabafou o parlamentar.

 

Autor/Rogério Ribeiro/Fotos: Yan Renato