560 pacientes de Caucaia com catarata serão operados em mutirão

56

A vida de 560 caucaienses está prestes a mudar. Pacientes com catarata, eles participarão da campanha Olho Saudável. Trata-se de um mutirão de cirurgias promovido pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS).

Os procedimentos começam a ser feitos na próxima segunda-feira (5/11), no Hospital Municipal Abelardo Gadelha da Rocha. A força-tarefa será financiada pelo Governo Federal. O investimento total de R$ 743 mil.

O recurso proporciona a realização de 962 cirurgias em dez municípios que compõem a Segunda Região de Saúde do Ceará. Desse grupo, Caucaia será a cidade com o maior número de beneficiados pelo mutirão (58%). “Esse recurso poderia ser para qualquer cirurgia eletiva. Mas os municípios da Segunda Região entraram em acordo porque temos uma procura grande pra cirurgia de catarata”, detalha a titular da Coordenação de Controle, Avaliação, Regulação e Auditoria (Corac) da SMS, Denise Pontes Jucá Teles.

Todos os procedimentos serão realizados entre os meses de novembro e dezembro. Dos 560 pacientes de Caucaia, 250 (ou 45% do total) estão na fila de espera por já terem sido submetidas a consulta especializada e a exames que comprovam a necessidade da intervenção cirúrgica.

Os 310 restantes estão serão contatados pela SMS. A busca será feita por equipes do Programa Saúde da Família (PSF), já habituadas a visitas domiciliares e com mais facilidade para um pré-diagnóstico da doença. “As pessoas vão nos procurar na Central de Regulação, na Secretaria, e a gente vai encaminhar pras consultas nas clínicas. Lá, elas vão ser avaliadas, fazer exames e, se for o caso, já agendar a cirurgia”, acrescenta Denise.

O QUE É A CATARATA?
A catarata é uma opacidade do cristalino, a lente natural do olho. Quem tem essa doença sente a visão nublada, o que dificulta tarefas como ler, dirigir, interpretar a expressão das pessoas etc. A cirurgia costuma ser um procedimento seguro e eficaz. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), a catarata é responsável por 51% dos casos de cegueira no mundo.

Autor: Da redação com Ascom/Foto: Ascom